A quarta geração do Skoda Octavia está prestes a ganhar novas versões “mais amigas do ambiente”. A marca checa anunciou as variantes híbridas plug-in e mild hybrid. Ambas surgem com novas designações (iV e e-TEC, respetivamente) para se diferenciarem das restantes versões a combustão.

Começando pela motorização híbrida plug-in, esta vai estar disponível em duas variantes de potência. A mais contida remete para o motor 1.4 TSI com um propulsor elétrico de 85 kW que, em conjunto, garantem 204 cavalos e 350 Nm de binário. Por outro lado, a variante mais desportiva Octavia vRS iV, equipada com a mesma solução, chega aos 245 cv e 400 Nm. Esta segunda é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 7,3 segundos, enquanto a velocidade máxima é de 225 km/h.

Relativamente a autonomia em modo 100% elétrico, a marca checa anuncia um total de 60 km (ciclo WLTP). Ambas as soluções estão disponíveis com a transmissão automática de seis velocidades. Para além disso, a Skoda revela que o sedan garante 450 litros de volumetria da bagageira, enquanto a carrinha chega aos 490 litros.

No que diz respeito às variantes mild hybrid, o Octavia será o primeiro modelo da marca a utilizar este tipo de tecnologia. Estas soluções vão recorrer aos motores três cilindros 1.0 TSI de 110 cavalos e ao quatro cilindros 1.5 TSI de 150 cavalos, ambos equipados com sistema de 48V. Para já ainda não há datas de chegada ao mercado nacional.