Existe um grande alarido à volta da Rivian devido à pick-up elétrica que pretende ser uma das melhores do mercado. Porém, este é apenas o primeiro modelo pensado pela start-up norte-americana. Rj Scaringe, CEO da Rivian, confirmou à Reuters que está a planear vender veículos elétricos de menores dimensões na China e Europa e, muito provavelmente, serão produzidos localmente. Ou seja, Scaringe pretende criar pelo menos mais duas fábricas fora do território norte-americano.

Quanto ao tipo de veículo, o CEO sabe que a pick-up R1T é demasiado grande para poder vingar tanto na China como na Europa. Assim, Scaringe está ciente que precisa de criar um novo produto que preencha os requisitos de ambos os mercados. Apesar de não referir que tipo de carroçaria pretende lançar, para ter vendas em massa a solução deve passar por um SUV compacto que representa a grande maioria das vendas na Europa. Para já Scaringe revela que os futuros modelos vão partilhar os “componentes chave” da pick-up R1T, o que nos leva a querer que se refere à motorização elétrica e capacidade de bateria. Seja como for, tanto o mercado chinês como europeu deve estar curioso para perceber o que a Rivian está a preparar para ambos.

Fonte: Reuters