Na passada semana, o leilão Mecum Auctions’ Indy teve como uma das principais “estrelas” um raro Plymouth Hemi Cuda descapotável de 1971. Contudo, o dono decidiu não vender o carro e, por incrível que pareça, rejeitou a licitação mais alta de 4.8 milhões de dólares, qualquer coisa como 3.9 milhões de euros. Provavelmente deve estar a perguntar como se diz não a uma licitação destas, mas há várias razões que justificam a decisão.

Em primeiro lugar, as previsões apontavam para uma venda entre os 5.75 milhões e 6.5 milhões de dólares, valor esse que não foi atingido. Depois, trata-se de um Plymouth Hemi Cuda descapotável de apenas 12 produzidos em 1971, um de três equipados com transmissão manual de quatro velocidades de série e, por fim, o único que saiu de fábrica na cor Winchester Gray. Será que o dono vai conseguir vender esta unidade pelo preço estimado ou isto foi uma das melhores propostas que alguma vez terá? Seja como for, o carro continua a ser licitado pela Mecum e, caso o valor não seja conseguido, vai voltar para a garagem que o tem acolhido nos últimos 20 anos.

Fonte: Mecum

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.