A Bugatti anunciou que o último Divo foi entregue ao respetivo cliente.

O Bugatti Divo, apresentado no Concours d’Elegance em Pebble Beach em 2018, tornou-se, na altura, no Bugatti mais caro de sempre com um preço de 5 milhões de euros. Limitado a 40 unidades, o Divo foi criado com o objetivo de ser ágil e desportivo, mas sem que isso comprometesse o conforto. Agora, a marca de Molsheim revelou que a última unidade das 40 produzidas já foi entregue ao respetivo cliente, mas a Bugatti decidiu marcar o momento com uma sessão fotográfica, unidade essa que pode ver na galeria em cima.

De relembrar que o motor do Divo e o mesmo do Chiron, ou seja, o W16 com 8,0 litros a debitar 1480 CV. A velocidade máxima está limitada aos 380 km/h, mas dos 0-100 km/h faz 2,4 segundos. Para lá destas características, o Divo viu a sua aerodinâmica revista tal como a suspensão e o acerto do chassis, para cumprir o desígnio de ser um carro mais focado na performance que no conforto. A frente do Divo tem novas entradas de ar para os travões, mais aerodinâmicas e que reduzem a superfície frontal do carro, melhorando, também, o fluxo de ar e contribuindo para a estabilidade.

Para tal, recebeu várias melhorias face ao Chiron, carro esse em que se baseia. Para manter o carro agarrado á estrada, a asa traseira é maior (1830 mm de largura, ou seja, mais 23% que no Chiron), as cortinas de ar laterais foram incrementadas, o difusor traseiro é novo e tudo isto permite que o carro consiga gerar 456 quilogramas de força descendente, mais 90 que o Chiron.

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.