A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) apresentou o relatório de sinistralidade referente aos cinco primeiros meses de 2021 com uma melhoria nos principais indicadores.

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) apresentou o relatório de sinistralidade dos primeiros cinco meses do ano. Durante este período, registaram-se 9105 acidentes com vítimas no continente, dos quais resultaram 108 vítimas mortais, 633 feridos graves e 10404 feridos leves. Quando comparamos estes números com os do período homólogo no ano anterior, a ANSR revela que houve uma melhoria nos principais indicadores. Segundo o documento, até maio de 2021 houve “menos 319 acidentes com vítimas, menos 23 vítimas mortais e menos 568 feridos leves. Os feridos graves aumentaram 1,3%”.

Quanto ao tipo de sinistralidade, a colisão foi a natureza de acidente mais frequente (52,5%), estando na origem de 32,4% das vítimas mortais. Por sua vez, os despistes, apesar de representarem 35,2% do total de acidentes, foram responsáveis por 51,9% das vítimas mortais e 43,1% dos feridos graves.

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.