World Enduro Super Series vs EnduroGP

Duas competições que parecem rivalizar uma com a outra

Ontem, ao início da tarde, fomos confrontados com a notícia da criação de um novo campeonato. Falamos da World Enduro Super Series que posiciona-se, segundo os organizadores, como um “campeonato global de enduro”.

Com especial incidência sobre o hard enduro, que está em maior número no calendário de oito rondas, esta nova competição abrange ainda outras vertentes como o enduro mais tradicional, cross country e ainda corridas na praia.

Promove a variedade e tem como objetivo, segundo novamente os organizadores, definir um campeão que será denominado de “Ultimate Enduro Rider”. Falamos de alguém completo e que seja capaz de ser competitivo em várias disciplinas.

Rapidamente percebemos que o estreante campeonato tem como objetivo  incomodar o EnduroGP, competição que já viveu melhores dias. Um conceito diferente daquele que vemos no Mundial de Enduro com as habituais ‘tests’ (especiais), que também promovem a variedade, mas não forma tão extrema.

Talvez pressentindo a ameaça de algo novo, por algum motivo, no último ano, os organizadores do EnduroGP trouxeram para o calendário outros formatos de corrida. Desde logo uma prova de cross country na neve da Finlândia (Lake Päijänne) ao qual se junta o espectacular evento nas rápidas pistas de Hawkstone Park e uma novidade em 2018. Um jornada de carácter extreme enduro que terá lugar em Pietramurata (Itália), junto à ‘catedral’ que acolhe anualmente o Mundial de Motocross.

Olhando para o quadro o grande golpe parece ser dado com a saída da KTM em termos oficiais do Mundial de Enduro para se juntar à World Enduro Super Series em conjunto com a ‘prima’ Husqvarna. Este batismo do grande construtor mundial de off road é crucial para que este ‘bebé’ possa vir a crescer. Nesta equação inclui-se o facto das provas da World Enduro Super Series serem abertas aos pilotos amadores, que bem podemos dizer que é para a KTM o ‘Santo Graal’ que assim como diz o povo mata dois coelhos de uma só cajadada. Competição profissional e amadora num só campeonato. Situação paralela só no Dakar, onde a marca laranja é, de há muitos anos a este parte, rainha e senhora.

Basta olhar para as palavras do responsável pelo programa desportivo da KTM, Pit Beirer, para perceber um pouco os objetivos que levam a marca de Mattighofen a entrar nesta luta a que alguns poderão pensar que é uma birra contra o Mundial de Enduro.

Com a KTM chega também a poderosa Red Bull, que também é a marca patrocinadora de alguns eventos do calendário, nomeadamente as provas de hard enduro. Está aqui montado um ‘cocktail’ que pode vir a ser explosivo e um caso muito interessante de sucesso se as coisas correrem bem. Para além da KTM e Husqvarna certamente que também teremos com representação neste campeonato, em termos oficiais, as marca mais ‘artesanais’ como a Beta ou a Sherco, que também estão no Mundial de Enduro. Quanto à Yamaha, Honda, Gas Gas a história parece ser outra, nomeadamente esta última que está a apostar forte no Mundial de Enduro.

Precisamente o EnduroGP, uma competição que é precisa nunca esquecer que tem o seu peso no panorama mundial do motociclismo, tenta reinventar-se e regressará em 2018 aos moldes tradicionais com novamente três categorias em competição e uma classificação geral conjunta. Isto depois do fracasso que foi a passagem para duas categorias em 2017,decisão que tirou muitos pilotos ao Mundial e gerou muito descontentamento. Lá está ou não tivessem a KTM e a Husqvarna arrumado as malas.

Veremos o que o futuro irá trazer consigo, mas para já certezas temos só uma. Portugal é para já, enquanto não é conhecido o calendário definitivo da World Enduro Super Series, o único país que está presente nas duas competições.

O Grande Prémio de Portugal, inserido no EnduroGP e que terá novamente lugar em Castelo Branco, e a Porto Extreme XL Lagares nesta nova iniciativa. O evento nortenho ficará para sempre na história, pois será a primeira prova da história da World Enduro Super Series.

Quem bem se trabalha no nosso país!

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.