UE propõe portagens urbanas para os veículos diesel

O pagamento de portagens para acesso dos diesel ao centro urbanos será a forma de evitar restrições e proibições à circulação desses veículos, defende a comissária europeia dos Transportes

O pagamento de portagens para acesso dos veículos com motores diesel ao centro dos grandes centros urbanos será a forma de evitar restrições e proibições à circulação desses veículos, defendeu ontem a comissária europeia dos Transportes, em entrevista ao diário alemão Mitteldeutsche Zeitung.

Foto: UE

Para Violeta Bulc (foto), a proibição de circulação dos automóveis diesel em algumas cidades da Europa, entretanto já autorizada pelo Tribunal Administrativo federal da Alemanha, poderia ser “frustrante” para os condutores desses veículos.

“No ano passado propusemos um sistema de portagem eletrónica europeia com taxas flexíveis e diferenciadas, que penalizarão os veículos mais poluentes e isentarão os com menos níveis de emissões”, referiu a comissária europeia, adiantando que vai acompanhar com interesse a resposta do governo alemão, que se opõe às proibições, à decisão do Supremo Tribunal do país, na semana passada.

A decisão do Tribunal autoriza Estugarda e Dusseldorf, duas das cidades alemãs que já anunciaram intenções de limitarem ou proibirem a circulação dos diesel, a andarem para a frentes nestes processos, provocando um efeito de bola de neve noutras cidades não só da Alemanha, mas de toda a União Europeia. Hamburgo, Paris, Madrid, Atenas, Amsterdão e Londres são algumas das grandes cidades que já anunciaram que vão proibir os diesel.

Violeta Bulc desafiou a chanceler Angela Merkel a aproveitar o debate no país para avançar com propostas de medidas comuns ao nível europeu.


No seu email. Sem contraindicações.

De segunda a sábado, consulte os especialistas em Desporto, Atualidade, Entretenimento, Tecnologia, Lifestyle e Motores.