Skoda revelou o novo Scala

Exibindo a nova linguagem de estilo da marca checa, um interior totalmente novo e mais tecnologia, o novo Scala acaba de ser apresentado em… Israel.

Exibindo a nova linguagem de estilo da marca checa, um interior totalmente novo e mais tecnologia, o novo Scala acaba de ser apresentado em… Israel.

Para a casa de Mlada Boleslav, este é o salto em frente que necessitavam depois do Rapid se ter revelado um fiasco. Tendo como alvo na ponta da mira o novo Ford Focus, mas também o Renault Mégane, Peugeot 308 e o VW Golf, o Scala só terá uma carroçaria com cinco portas sendo o primeiro Skoda a utilizar a plataforma MQB A0 do grupo VW, a mesma do Ibiza e do T-Roc para citar apenas dois modelos.

O Scala marca, também, a estreia da nova linguagem de estilo da casa checa que, segundo os seus responsáveis, é mais emocional do que até aqui e bebe inspiração no protótipo Vision RS mostrado no Salão de Paris. E olhando para as fotos, o Scala tem muito bom aspeto.

O estilo do Scala tem algumas nuances como o portão traseiro todo em vidro – disponível como opcional e também com abertura elétrica, também opcional – que pode tomar o lugar do portão tradicional, mas ambos passam a ter o nome da marca espalhado a toda a largura da tampa no lugar do símbolo da marca. Este é um pormenor que tenta destacar a marca e dar a conhecê-la em mercados onde o nome Skoda não é tão conhecido.

Outro destaque do Scala é o interior, onde foram usados novos materiais incluindo microfibras para os bancos e espuma fina para o tabliê. Peça principal no interior do Scala o ecrã sensível ao toque, flutuante que encima a consola central que pode ser coordenado com o Virtual Cockpit com ecrã de 10,25 polegadas, equipamento opcional. Utiliza, já, a derradeira atualização do software da VW e está colocado em cima de uma concha para permitir apoiar o punho quando o utilizar.

O Skoda Scala é o primeiro carro do grupo VW a estar permanentemente conectado, pode ser atualizado via internet e fazer download de aplicações para no sistema de info entretenimento. Será, também, dos primeiros carros do mercado a ter ligação sem fios para Android Auto e Apple Car Play, embora a Skoda, inexplicavelmente, não ofereça essa possibilidade de série, remetendo-a para a lista de opcionais.

Apesar disso, os responsáveis da Skoda, como Alain Faey, responsável pelo marketing, acreditam que o Scala será “a bitola em termos de info entretenimento em produtividade e acredito que irá estabelecer o padrão para o grupo VW e não o contrário.”

A habitual “Simply Cleaver” manteve-se no Scala, com o guarda chuva escondido na porta do condutor, o raspador de gelo na tampa do depósito de combustível que funciona como medidor do piso dos pneus.

O novo Skoda tem um comprimento de 4362 mm, 2649 mm de distância entre eixos, as duas cotas que são diferentes do Rapid e melhoram a habitabilidade e também a bagageira que conta com 467 litros, sem surpresa num Skoda, a maior do segmento. Existe a opção de um chassis Sport que rebaixa o carro 15 mm, há vários modos de condução e no lançamento haverá motores a gasolina e diesel, não estando prevista nenhuma versão híbrida “Plug-In”. Os motores são conhecidos do grupo VW, o 1.0 litros com 95 CV ou 115 CV, o 1.5 litros com 150 CV e o 1.6 litros TDI com 115 CV.

O carro estará à venda no primeiro semestre de 2019, sendo os preços ainda desconhecidos.

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.