Mercedes AMG Project One começou testes

O hipercarro da Mercedes AMG iniciou os testes de desenvolvimento, depois de ter sido revelado no Salão de Frankfurt do ano passado e dai para cá não terem existido novidades.

O hipercarro da Mercedes AMG iniciou os testes de desenvolvimento, depois de ter sido revelado no Salão de Frankfurt do ano passado e dai para cá não terem existido novidades.

Não é muito habitual, mas foi a própria Mercedes quem divulgou imagens do protótipo em testes. As fotos não enganam, o carro será mesmo muito semelhante ao que a AMG revelou em Frabkfurt, com as naturais diferenças de um carro de produção em série. Nomeadamente, a possibilidade da Mercedes seguir o caminho da Audi e da Lexus e colocar câmaras no lugar dos espelhos retrovisores exteriores.

No curto comunicado que acompanhava as fotos, a Mercedes destaca o facto dos diversos departamentos da Daimler e da AMG terem estado a trabalhar de forma intensa no Project One, dentro de portas, durante os meses em que não se tem ouvido novidades sobre um dos automóveis que mais curiosidade tem despertado.

Por via desse trabalho aturado e minucioso, o Mercedes AMG Project One já possui milhares de horas de testes em modelos virtuais e modelos à escala. Por via disso, muitas peças já foram validadas para ensaio em pista, não necessitando de mais testes de desenvolvimento.

Um dos elementos mais testados de forma virtual foi a unidade de potência muito semelhante á utilizada na Fórmula 1. Por isso mesmo, o motor tem sido testado na Mercedes AMG High Performance Powertrain, localizada em Brixworth, onde são desenvolvidos, desenhados e construídos as unidades de potência da equipa Mercedes de F1.

Durante estes quase doze meses de trabalho oculto, foram feitos os testes da unidade de potência, tendo a Mercedes colocado algumas unidades em um par de protótipos que estiveram a ser testados num circuito próximo de Brixworth. E para que não houvessem fotos espias, a Mercedes antecipou-se divulgando imagens do carro em testes, e não oferecendo nenhum vídeo, veio dizer que o carro tem o barulho típico dos Fórmula 1.

Não há nenhuma informação sobre a parte técnica, mas a unidade de potência é muiti semelhante á da Fórmula 1: motor V6 a 90 graus com 1.6 litros, turbo compressor e recuperador de energia cinética, sendo muito improvável que a Mercedes utilize um recuperador de energia do calor produzido pelo turbo. Depois há dois motores elétricos que, combinados com o motor de combustão interna, chegam aos 1000 CV. Tem uma autonomia em modo elétrico de apenas 25 km. Por outro lado, chega aos 350 km/h e acelera dos 0-200 km/h em menos de seis segundos.

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.