O recuo nas vendas em 2019 cifrou-se em 5,9%, mas o crescimento no segundo semestre deixa antever recuperação em 2020.

Contas feitas, a Jaguar Land Rover (JLR) , vendeu em 2019, 557.706 unidades, menos 5,6% que em 2018, sendo que a Jaguar foi responsável por 161.601 veículos e a Land Rover por 396.105 unidades. A primeira perdeu 10.6% de vendas, a segunda ficou-se pelos 3,8%.

Para Felix Brautigam, o responsável comercial da JLR, os resultados “estão mascarados, pois o segundo semestre foi de forte crescimento, de dois dígitos. Tudo obra do trabalho dos concessionários e do crescimento da gama e dos novos produtos, melhorando, também, a performance na China.”

Com esse esforço e esse crescimento a dois dígitos, a JLR viu as contas voltarem ao lucro no último trimestre de 2019. Decompondo as vendas da JLR, recuaram 4,9% na Europa, cresceu 1,8% nos EUA. Os resultados poderiam ser melhores se os responsáveis da JLR tivessem optado por descreditar a Jaguar e reduzir os preços e entrar numa onda de descontos para aumentar o volume. Detalhe: 6% dos carros vendidos em 2019 pela JLR são híbridos ou elétricos.