As novidades do Salão de Pequim (atualizado)

as principais novidades do Salão de Pequim, entre concepts e propostas de exóticas marcas chinesas, até apostas elétricas (mas náo só), das marcas europeia e americana.

Já são conhecidas as principais novidades do Salão de Pequim, entre concepts e propostas de exóticas marcas chinesas, até apostas elétricas (mas não só), das marcas europeia e americana. Como denominador comum: todos eles made in China. O maior mercado automóvel do mundo. Veja abaixo, marca-a-marca, as estrelas do saláo. Clique para ver os press releases oficiais em inglês. 

Acura CDX Hybrid. Variante híbrida gasolina-elétrica do SUV compacto do segmento C da marca premium da Honda, que será produzida pela GHAC, na fábrica de ZengCheng #2, em Guangzhou.

Clique para saber mais

Aiways RG Nathalie concept  (fotos acima). O primeiro modelo da ambiciosa start-up GES Platform, é um supercarro elétrico. As iniciais RG são de Roland Gumpert (ex-Apollo Automobili) responsável pelo desenvolvimento do projeto. Nathalie é o nome de uma das filhas de Gumpert.

O sistema elétrico do RG Nathalie é alimentado por células de combustível. Preocupado com a escassez de estações para abastecimento de hidrogénio, Gumpert implementou uma solução que que transforma metanol em dióxido de carbono, obtendo a partir daí o hidrogénio necessário para as células de combustível.

Assim equipado RG Nathalie acelera dos 0-100 Km/h em 2,5 segundos e atinge uma velocidade máxima de 300 km/h. A autonomia máxima por carga anunciada é de 1126 quilómetros. Chegada ao mercado prevista já para 2019.

Audi Q5L. A primeira versão longa de um SUV da marca tem mais 8,8 centímetros que o Q5 standard e começou já a ser produzida na FAW Volkswagen, em Changchun. Chega aos concessionários em junho. Em termos de níveis de equipamento não se diferenciará muito do Q5 normal que a marca já comercializa na China e que também é montado em Gangchun.

O Q5L contará apenas com o motor gasolina turbo 2.0 litros, declinado em versões de 190 cv e 250 cv, esta última associada ao sistema de tração integral quattro e a primeira disponível apenas com tração dianteira.

Beijing Auto BJ40L Plus . Versão topo de gama do BJ40L, a carroçaria longa de quatro portas deste todo-o-terreno chinês, inspirado no Jeep Wrangler, com para-choques, proteções à frente e atrás e arcos das rodas mais musculados.

O Interior é completamente novo, com uma consola redesenhada e que integra um painel de instrumentos digital, o tablet do sistema de informação e entretenimento e ventiladores de ar redondos e decorações em vermelho em estilo fibra de carbono. O travão de mão é elétrico.

Os motores são os dos antigos Saab 2.0 turbo 204 cv e 2.3 turbo 250 cv, cujos direitos a Beijing Auto Industrial Corporation (BAIC) adquiriu à General Motors, em 2009. O BJ40L Plus chega ao mercado em meados do ano.

Beijing Auto BJ80 6x6 prototype. Versão gigante do BJ80, um clone do Mercedes-Benz Classe G63 AMG 6x6 que a marca alemã apresentou em 2013, com três eixos, um à p e dois atrás, e tração integral 6x6. Utiliza um motor derivado do antigo bloco gasolina turbo 2.3 litros de origem Saab, de 250 cv de potência e 350 Nm de binário, associado a uma caixa manual ou a uma transmissão automática de seis velocidades.

Este protótipo deverá ser produzido em pequena série pela Beijing Auto Industrial Corporation (BAIC), parceira da Daimler, a dona da Mercedes­-Benz, na joint-venture chinesa Beijing-Benz.

Beijing Auto Senova D70. A segunda geração deste sedan familiar do segmento D abandona a arquitetura e os motores 2.0 e 2.3 litros turbo do antigo Saab 9-5, estreando uma nova plataforma e passando a oferecer um novo motor 1.8 Turbo, derivado do bloco quatro cilindros Saab, e um 1,5 Turbo 150 cv de origem Mitsubishi, que a BAIC já utiliza em alguns dos seus modelos compactos.

O interior foi muito melhorado e passa a dispor de um painel de instrumentos digital e de um grande tablet para o Sistema de informação e entretenimento.

BJEV EU5. Sedan familiar de 4,65 metros de comprimento da BJEV, a submarca da BAIC para os veículos elétricos e que vem fazer companhia ao hatchback 5 portas Arcfox.

Comparado com a anterior Série EU, a EU5 apresenta grandes alterações de design. É alimentado por um motor elétrico de 218 cv e anuncia uma autonomia entre 400 e os 500 quilómetros.

BMW M2 Competition. Com uma potência de 410 cv substitui o M2 com motor 6 cilindros 3.0 Turbo de 272 cv. Estreia mundial absoluta em Pequim.

Clique para saber mais

BMW X3L. Versão chinesa alongada em 54 centímetros do SUV médio da marca, produzido pela Brilliance BMW na fábrica de Dadong/Da Dong, em Shenyang.

Clique para saber mais.

BMW iX3 Concep. Com presença confirmada através do twitter, o concepty BMW iX3 antecipa um futuro modelo de produção, gémeo 100% elétrico da nova geração X3, com chegada prevista ao mercado no início de 2020.

Buick Enspire concept (fotos). Revelado à imprensa a 17 de abril, este concept de um SUV elétrico e futurista fará a sua apresentação ao grande público em Pequim. Tem propulsão 100% elétrica e uma autonomia de 595 quilómetros por carga de bateria. O sistema disponibiliza uma potência de 410 Kw (557 cv), que lhe garantem uma aceleração dos 0-100 km/h em pouco mais de 4 segundos. O pack de baterias de iões de lítio pode ser carregado por indução. Num posto de carregamento rápido, recarrega 80% da capacidade em apenas 40 minutos.

Clique para saber mais.

Buick Velite 6 (fotos). Baseado no concept Velite, de 2016, esta carrinha com destilo de crossover apresenta-se em variantes elétrica pura e híbrida recarregável PHEV, produzidas na China pela SAIC GM, a joint-venture da SAIC com a GM.

O Velite 6 híbrido combina um motor 4 cilindros gasolina atmosférico de 1.5 litros de cilindrada e dois motores elétricos alimentados por uma bateria de iões de lítio de alto rendimento. O sistema está acoplado a uma nova transmissão variável eletronicamente EVT e garante uma autonomia de 700 quilómetros com um consumo médio anunciado de 1,4 litros/100 Km. A versão elétrica conta com a mesma tecnologia, mas dispensando o motor de combustão.

Clique para saber mais.

BYD Qin Pro. Grande sedan de 4,765 mm de propulsão híbrida recarregável (PHEV), que combina um motor gasolina 1.5 litros turbo de 154 cv, com um elétrico de 150 cv. É o primeiro modelo da marca chinesa assinado pelo novo diretor de design, Wolfgang Egger e apresenta-se já com a nova assinatura frontal Dragon Face da marca, já presente no monovolume Song Max MPV e que também será incorporada no future SUA Tang SUV.

Atinge uma velocidade máxima de 200 km/h e cumpre os 0-100 km/h em 5,9 segundos. O consume médio anunciado é de 1 litros por 100 quilómetros percorridos.

BYD Tang. Segunda geração deste super SUV híbrido recarregável (PHEV) da marca chinesa. Desenhado por Wolfgang Egger, tem como base inspiradora o concept Dynasty Concept, apresentado já este ano no Salão Automóvel de Xangai e apresenta-se já com a frente Dragon Face, que é a nova assinatura da marca, com a sua enorme grelha ladeada por faróis LED

Com 4,87 metros de comprimento, esta segunda geração do Tang calça jantes de 22 polegadas e apresenta-se com configuração 7 lugares distribuídos por três filas de bancos.

Em versão híbrida combina um motor 2.0 litros turbo de 205 cv e 320 Nm, com dois motores elétricos de 147,5 cv e 250 Nm, cada um, para uma potência total de 500 cv e um binário que atinge os 820 Nm. A transmissão automática de dupla embraiagem é de 6 velocidades e a tração às quatro rodas. O pack de baterias de 18 kW/h de capacidade garante uma autonomia por carga, em modo elétrico, de até 85 quilómetros.  O Tang II híbrido acelera dos 0-100 Km/h em 4,5 segundos.

As versões não híbridas de tração dianteira subsituem o atual S7 e disporão do motor 1.0 litros gasolina turbo, com a caixa DCT de 6 velocidades.

Changan Eado DT. Novo nome e facelift para o Yuexiang V7, um pequeno sedan de 4,575 metros, lançado em 2014. Entre as novidades estéticas, destaque para a nova frente, alinhada com a nova linguagem de design da Changan, com uma enorme grelha ao estilo Lexus. O DT é o modelo de entrada de família Eado. O interior é completamente novo e inspira-se nos modelos maiores da gama.  Está disponível com um motor 3 cilindros 1.0 de 117 cv e 180 Nm, ou com o 4 cilindros 1.5 litros de 125 cv e 160 Nm. Com o motor mais potente, atinge os 180 Km/h de velocidade máxima.

Citroen C4 Aircross. Crossover com base no C3 Aircross produzido pela DPCA, na China, mas que será também montando em França e no Brasil. Chega ao mercado no segundo trimestre do ano.

Clique para saber mais.

Chery Arrizo 6/GX. Novo modelo que ficará posicionado acima do Arrizo 5 e que deverá substituir na gama Chery o sedan Arrizo 7, que nunca atingiu o volume de vendas desejado. Este inédito Arrizo 6 ou GX é um sedan 4 portas compecto que vem concorrer com pesos-pesados como Toyota Corolla, Chevrolet Cruze e Honda Civic.

Produzido com base na plataforma modular M1X, será o primeiro automóvel conetado à rede através de nuvem de dados e promete oferecer diversos serviços remotos de forma online.

Mais sofisticado que o Arrizo5, o Chery Arrizo 6/GX aproveita seu estilo para oferecer um conteúdo melhor, especialmente no interior.

A frente é inspirada na do Tiggo 8, com para-choques desportivos, a enorme grelha, faróis LED e luzes diurnas em diodos emissores de luz. Na traseira, as luzes LED dão um ar mais luxuoso ao modelo, que difere ainda por seu para-choque mais fluído.

O motor 1.5 Turbo de 147 cv aparece associado a uma caixa automática CVT, que substitui a transmissão de dupla embraiagem de 6 velocidades.

O Cherry Tiggo8. É um SUV médio-grande de 4,7 metros de comprimento e 5+2 lugares em 3 filas de bancos, e que será o topo da gama Tiggo, posicionado imediatamente acima do atual Tiggo7. Exteriormente está alinhado com os outros membros da família, sendo até muito próximo do Tiggo5x. A parte frontal, com uma enorme grelha e o para-choques desportivo, é a nova assinatura estética da marca.

O interior requintado e bem equipado tem painel de instrumentos digital, bancos, forro das portas e consola em couro perfurado e um sistema multimédia de última geração.

A Chery apostou muito na tecnologia, dotando este seu novo modelo com uma série de serviços online em tempo real (música, meteorologia, notícias, catering, entretenimento, etc), e cobertura 4G de alta velocidade para garantir que tudo funciona na perfeição O sistema multimédia reconhece 32 dialetos.

Outra das novidades é a possibilidade de controlar uma série de funções remotamente, atraés do smartphone, desde a abertura e fecho de portas e ao ligar e desligar do motor ao ar condicionado, e incluindo um sistema de localização do veículo.

É também um dos primeiros veículos a fazer reconhecimento digital e biométrico e a garantir a ligação inteligente ed em tempo real com a casa do proprietário.

COS´1. Protótipo de um futuro grande SUV de 4,83 metros de comprimentos, alimentado por um motor 1.5 litros turbo de 178 cv de potência e 280 Nm de binário, associado a uma caixa automática de seis velocidades. Será o primeiro modelo da COS’, a nova marca premium da Changan Auto.

Dearcc EV 10. Versão melhorada do minicarro elétrico da marca do grupo chinês Fujian Dongnan's SouEast Motors, com autonomia aumentada de 155 para 270 quilómetros por carga de bateria.

A Dearcc é uma afiliada da Soueast, fundada em 1995 com a participação da Mitsubishi, e produz modelos da marca japonesa. A marca Dearcc é usada no mercado local para as cópias de modelas antigos da Mitsubishi, igualmente produzidos pela companhia chinesa.

Há um ano, a Dearcc criou uma divisão de veículos elétricos, cujo primeiro fruto é este pequeno citadino EV10, de apenas 3,7 metros de comprimento, com lotação para 4 passageiros e um design que relembra o Opel Adam. O interior é simples, mas bem equipado, com um painel de instrumentos digital e um grande tablet do sistema de informação e entretenimento ao centro.

O motor elétrico da Shanghai Edrive Corporation transmite os 29 cv de potência e os 150 Nm de binário às rodas da frente. Um efeito boost permite dispor, durante 30 segundos, de uma potência de 57 cv. Just in case, A velocidade máxima anunciada é de 100 Km/h e a autonomia em modo 100% elétrico é agora de 270 quilómetros por carga de bateria. Estas podem ser recarregadas até 80% da sua capacidade num terminal rápido em apenas 48 minutos, A carga total exige o dobro do tempo.

Denza 500. Novo modelo que corresponde a uma evolução do compacto elétrico Denza 400, com o nome alterado para 500, refletindo o aumento da autonomia de 400 para 500 quilómetros (451 Km segundo o ciclo NEDC), graças ao seu pack de baterias de 70 kWh. Produzido na China, pela Shenzhen Denza New Energy Automotive Co, uma joint venture entre a Daimler e os chineses da BYD, o Denza 500 difere exteriormente muito pouco do 400, mas tem uma dianteira redesenhada com faróis LED. A traseira tem também novos grupos óticos.

No interior, destaque para o tablet de 9 polegadas do novo sistema de informação e entretenimento, que se apresenta agora com mais funções e aplicações. Está disponível em versões de 115 e 181 cv de potência, com binários máximos de 290 e 300 Nm, em ambos os casos com a velocidade máxima limitada a 150 km/h. A aceleração dos 0-100 km/h faz-se em 14 e 10,5 segundos respetivamente.

Clique para saber mais

Dongfeng-Fengxing ix5. Protótipo pré-série de um SUV do segmento D, com chegada ao mercado prevista para o ultimo trimestre do ano. Será o porta-estandarte da gama Fenguang. Estará disponível com motor 1.5 turbo de 150 cv e 220 Nm, ou com um 1.8 litros de 139 cv e 187 Nm, associados a uma caixa manual de 5 velocidades, ou automática CVT.

Interior requintado com um grande tablet do sistema de informação e entretenimento e um sistema operativa baseado no Baidu Apollo e capacidade de inteligência artificial desenvolvida para veículos autónomos, com abertura e fecho das portas, janelas e teto de abrir por voz e várias funções operadas à distância através de um conjunto de apps descarregadas num smartphone.

DS 7 Crossback. O SUV prestígio que está a relançar a marca francesa começou recentemente a ser produzido na China pela CAPSA, em Shenzhen, uma joint-venture entre a Changan Auto e o Grupo PSA.

Ford Escort. A atualização de meio do ciclo de vida do modelo, um dos mais populares da marca no mercado chinês e que há anos deixou de estar disponível na Europa, coincide com a estreia na China do novo Focus. Imagem modernizada, faróis HID com tecnologia LED, também presenta nas óticas traseiras, e uma revolução no interior, com um novo painel de indicadores, tablet de 8 polegadas para o sistema de informação e entretenimento, decorações em alumínio acetinado e muitas opções de personalização.

Motores 3 cilindros 1.0 litros EcoBoost e o novo 1.5 litros Ti-VCT, com sistema Start&Stop, que podem ser associados a uma caixa manual ou a uma transmissão automática, em ambos os casos de seis velocidades.

Clique para saber mais

Ford Focus e Focus SportBreak. Primeira apresentação mundial ao grande público da quarta geração do compacto da marca americana, disponível com carroçarias hatchback 5 portas e carrinha SportBreak. A versão sedan 4 portas chegará mais tarde. A gama contempla seis níveis de equipamento: Ambiente, Trend, Titanium, Vignale, ST-Line e a crossover Active.

Ford Focus Sedan. Carroçaria 4 portas do Ford Focus 2018, com a China e alguns mercados selecionados da Europa em mira. Chega na segunda metade do ano. A nível mecânico e tecnológico é semelhante ao das versões hatchback 5 portas e carrinha, como motores EcoBoost de 1.0 e 1.5 litros em diferentes níveis de potência, de 85 a 182 cv. A gama diesel integra motores EcoBlue de 1.5 e 2.0 litros também em distintas potências, neste caso dos 95 os 150 cv. De série os motores estarão associados a uma caixa manual de seis velocidades, havendo com algumas versões a opção pela transmissão automática.

Geely Emgrand Borui GE PHEV. Híbrido que combina um motor 3 cilindros gasolina de 1.5 litros de cilindrada com um motor elétrico e uma transmissão automática de 7 velocidades e dupla embraiagem.

Geely Emgrand Boyue (facelift). Ligeiro facelift deste bem-sucedido SUV, dois anos depois do seu lançamento no mercado.

Geely Emgrand MPV. Versão de produção do projeto VF11, este monovolume de 4,7 metros de comprimento dispõe de três motorizações, incluindo uma híbrida. A versão elétrica chegará mais tarde.

Great Wall Motor Ora iQ5. Estreia absoluta de um crossover de dimensões compactas da Great Wall, marca chinesa que vende exclusivamente veículos elétricos.

Haval Wey-X concept. Crossover coupé elétrico com duas enormes portas, nível 5 de autonomia e uma assistente holográfica feminina miniatura, desenvolvido pela Haval, marca chinesa especialista da produção de SUV associada da Great Wall.

O ambiente futurista é reforçado pela ausência de chaves e de quaisquer comandos ou botões, substituídos por um sofisticado sistema de identificação biométrica, que também ajusta a cada passageiro todas as preferências, em termos de informações e entretenimento.

Haval H4. Crossover compacto que é a versão de produção do concept HR-02, apresentado na Salão Automóvel de Pequim de 2016. Motores gasolina turbo de 1.3 e 1.5 litros de cilindrada.

Haval H7 facelift. Ligeiro facelift deste SUV, apresentado no Salão de Pequim de 2016.

Honda EV. Produzido pela GAC Honda, na China, a partir do final do ano, terá um modelo equivalente para a Dongfeng Honda.

Clique para saber mais.

Honda sedan. Estreia absoluta do concept de um novo sedan 4 portas destinado ao mercado chinês e produzido localmente pela Dongfeng Honda.

Clique para saber mais.

Hybrid Kinetic H500 concept (fotos). Mais pequeno que o protótipo H600, do segmento E, o coupé 4 portas elétrico H500 partilha com este os quatro motores e o extensor de autonomia através de uma microturbina de 60 kW. Tudo isto numa carroçaria assinada por Pininfarina.

Hybrid Kinetic K350 concept (fotos). Antevisão de um futuro SUV híbrido recarregável, que usa o sistema de motores elétricos com extensor de autonomia através de uma microturbina, que lhe garante uma autonomia de 1000 quilómetros. Carroçaria assinada por Pinifarina.

Foto; Nissan Media

Infiniti QX50. A fábrica da Dongfeng Nissan, em Dalian, já está a produzir o novo SUV QX50, apresentado em Los Angeles no ano passado, que será o primeiro modelo feito com base na arquitetura MFA2, da Daimler, ao abrigo do acordo de cooperação entre o grupo alemã e a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi. É também o primeiro modelo da marca premium da Nissan fabricado na China, desde 2013.

Jaguar E-Pace. Modelo de estreia da joint-venture Chery JLR, que produz na China uma versão local deste SUV, rendo como única opção de motorização o bloco 2.0 gasolina turbo, da família de propulsores Ingenium.

Jeep Grand Comander. Rival do Toyota Highlander, Volkswagen Teramont e Ford Edge, este SUV de 5 ou 7 lugares e 4,9 metros de comprimento é alimentado por um motor gasolina turbo 2.0 litros, com dois níveis de potência. É um modelo especial para a China, onde será produzido pela joint-venture GAC-Fiat, mas que também deverá chegar ao mercado norte-americano, onde a gama deverá ser enriquecida com uma versão híbrida recarregável.

Jetour X90 concept. Antevisão do que será um grande SUV da nova marca do grupo Chery Auto, que se juntará ao pioneiro X70. Os planos da marca contemplam 10 diferentes modelos. A gama Jetour X prevê um SUV 100% elétrico que será lançado em 2022, com base na nova plataforma para veículos elétricos iPel, desenvolvida pela Chery, e que anuncia uma autonomia de 500 quilómetros.

JMEV E500. O primeiro modelo na nova submarca JMEV da JMC (Jiangling Motor Corporation), é um SUV baseado no Yusheng S330 e Yusheng S330 EV,

Foto: Lexus

Lexus ES (foto). Novo modelo que deverá contar com uma versão híbrida, mas também uma opção (mais convencional) a gasolina: um V6 de 3.5 litros com cerca de 300 CV e caixa automática de 8 velocidades.

Clique para saber mais.

Lynk & Co 02 (fotos). Segundo modelo da nova marca premium da Geely é um crossover compacto, que partilha a plataforma CMA e outros componentes técnicos com o novo XC40 da Volvo, a marca sueca do grupo chinês. É muito semelhante ao Lynk & Co 01, embora de dimensões mais compactas.

O 02 deverá contar com versões híbridas recarregáveis, recorrendo ao mesmo sistema que a Volvo já anunciou para o XC40 PHEV e que combina um motor 3 cilindros de combustão com um motor elétricos. Autonomia anunciada em modo 100% elétrico: 50 quilómetros.

Os novos Lynk & Co 01 e 02 seráo postos à venta na China já 2019. A chegada aos mercados europeus será um pouco mais tarde.

Mazda CX-8. Estreia mundial absoluta de versão de volante à esquerda deste grande SUV, lançado no Japão em dezembro.

Mercedes-Benz Classe A L Limusine (fotos). Variante sedan três volume do seu compacto Classe A, para já reservado ao mercado chinês. Rival direto do BMW Série 2 Gran Coupé e do Audi A3 Sedan, o Classe A L Limusine tem mais 30 centímetros que a variante com carroçaria hatchback 5 portas. A distância entre-eixos cresceu 6 centímetros para 2789 milímetros.

Na China, o Classe A L Limusine será vendido com o motor 4 cilindros gasolina 1,33 litros declinados em versões de 136 e 163 cv (com desativação de cilindros). Um pouco mais tarde chegará o 2.0 litros de 190 cv. A caixa automática de dupla embraiagem é um equipamento de série. É fabricado localmente na fábrica da Beijing Benz Automotive (BBAC), uma joint-venture entre a Daimler e os chineses da BAIC Motor.

O lançamento na China está previsto para o segundo semestre de 2018. Uma versão desta limousine para clientes fora da China será igualmente lançada no segundo semestre deste ano.

Clique para saber mais.

Mercedes-Benz C-Class Saloon (facelift). Restyling de meio ciclo de vida do modelo, produzido na China pela Beijing Benz.

Vision Mercedes-Maybach (fotos). Concept que antecipa um futuro crossover superluxuoso, que ficará posicionado na gama acima do já de si superlativo Mercedes-Benz GLS, com direito a figurar no catálogo de modelos da Mercedes-Maybach. Design três volumes inspirados nos sedans convencionais, um futurista e requintado interior, forrado de tecnologia de ponta, tração integral assegurada por dois motores elétricos, um em cada eixo, com uma potência combinada de 750 cv.

Clique para saber mais.

MG X-Motion Concept (fotos). Estudo para um futuro SUV, que recorrerá à antiga plataforma que a SAIC desenvolveu para os modelos Maxus T60, LDV T60 e para o grande SUV Roewe RX8. Esteticamente, o X-Motion Concept vai buscar inspiração ao MG E-Motion Concept, que a marca apresentou no Salão do Automóvel de Shangai 2017.

Nissan Sylphy EV (fotos). Variante elétrica do sedan compacto Sylphy, que a Nissan tem à venda no mercado chinês. As marcas Dongfeng e Venucia, parceiras locais da Nissan, terá também direito às suas próprias versões. Mantém um ar de família com as versões de motor convencional, embora tenha uma frente similar à do Leaf, com o terminal de carga de baterias ao centro, e um novo desenho de jantes.

A Nissan não revelou ainda os dados técnicos do Sylphy EV, mas a imprensa especializada chinesa tem avançado que o motor elétrico terá 80 kW (110 CV) de potência, garantindo uma velocidade máxima de 144 km/h. A autonomia por carga de baterias deverá andar entre os 200 e os 250 quilómetros. Números muito próximos dos do novo Nissan Leaf 2018..

Nissan Terra (fotos). SUV médio de até 7 lugares, rival Mitsubishi Pajero Sport, Toyota Fortuner, Ford Everest e Chevrolet TrailBlazer, desenvolvido com base na pickup Navara/NP300. Inicialmente será comercializado na China, embora os planos da marca passem por vendê-lo noutras geografias. Mecanicamente deverá seguir as soluções da Navara, contando com um motor diesel de 2.3 litros dCi, que pode ser combinado com uma caixa manual ou automática e sempre com tração integral.

Clique para saber mais.

NextEV NIO EVE concept (update). Atualização do protótipo elétrico, autónomo e dotado de inteligência artificial, apresentado no ano passado pelos chineses da NextEV. O objetivo deste protótipo é servir de montra tecnológica da empresa, ao contrário do concept Faraday FF91, o NIO EVE não deverá dar origem a um modelo de produção.

Skoda Kamiq. Exclusivo para a China, o Skoda Kamiq vai posicionar-se entre os atuais Karoq e Kodiaq, com os seus 4,39 metros de comprimento, 1,78 m de largura, 1,59 m de altura, e uma distância entre-eixos de 2,61 m.

De início, o novo Kamiq será comercializado somente com um motor 1.5 litro de 110 cv de potência, associado a uma transmissão automática.

Entre os equipamentos, haverá um sistema de informaçápo e entretenimento com um tablet de oito polegadas, e conetividade Apple CarPlay, MirrorLink e Baidu Carlife, além de sistemas de reconhecimento e assistência de voz iFlytek.

Toyota Corolla PHEV. Variante híbrida recarregável do Corolla (Plug in hybrid electric vehicle), que será produzida na China pela FAW Toyota.

Toyota Izoa. Versão do SUV compacto C-HR para o mercado chinês, com ligeiros ajustamentos, produzida localmente pela joint-venture FAW Toyota.

Toyota Levin PHEV. Com exceção de alguns detalhes no design, o Levin, produzido na China pela GAC Toyota, é um gémeo do Toyota Corolla PHEV, fabricado pela FAW Toyota.

Clique para saber mais.

Volvo S90 Ambience Concept (fotos). Concep de uma versão luxuosa do topo de gama Volvo S90 com apenas três lugares, dispensando o banco do passageiro da frente para criar mais espaço a quem viaja atrás.

Muito ao gosto do mercado asiático, este S90 Ambience projeta no teto interior uma série de temas ambientes diferentes, desde a floresta escandinava, a chuva ou a luzes do norte. Os efeitos visuais são controlados através de uma app de smartphone.

Volkswagen Lavida Plus e Gran Lavida Plus (fotos). Terceira geração do sedan Lavida, de 4,67 metros, e da carrinha Gran Lavida, dois modelos específicos para a China e produzido localmente pela SAIC Volkswagen. Face ao modelo atual, lançado em 2012, a nova geração troca a plataforma PQ34 pela MQB.

Motores de 1.5 litros EA211 com 115 cv e 1.4 litros TSI Turbo de 150 cv, com tecnologia Start&Stop, associados a uma caixa manual de cinco velocidades ou a uma automática de seis relações. Na versão mais potente o Lavida Plus acelera de 0 a 100 km/h en 8,3 segundos.

Volkswagen Tayron (fotos). Mais um SUV da marca para o mercado chinês, fabricado na FAW Volkswagen, e que deverá ter como base a plataforma MQB A/B do grupo alemão.

É um SUV compacto inspirado no concept Volkswagen Advanced Mid-Size SUV, que a marca já tinha apresentado anteriormente. As foto-espias da revista chinesa Auto Home apanharam uma versão com um motor de 4 cilindros e 2.0 litros turboalimentado, provavelmente na versão de 220 cv usada no Volkswagen Teramont, o gémeo chinês do Atlas norte-americano.

Novo SUV Volkswagen. Será um modelo grande e familiar, produzido pela SAIC Volkswagen, mas do qual ainda não são conhecidos detalhes, mas que irá buscar inspiração ao concept Volkswagen Power Family SUV, já apresentado pela marca.

Yudo Pi 7 concept. Antevisão do que será o terceiro modelo desta marca chinesa especializada em veículos elétricos, que se juntará ao recentemente apresentado X-Pi e ao Pi 3. Previsto para 2019, terá nível 3 de condução autónoma em determinadas condições, graças à combinação dos sistemas de ajuda à condução, com camaras, sensores e lidar. No interior, destaque para o gigantesco ecrã de 24,3 polegadas que serve o painel de instrumentos digital e o sistema de informação e entretenimento. Autonomia anunciada em ciclo NEDC de 400 quilómetros. Aceleração dos 0-100 Km/h em 9 segundos.

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Desporto, Atualidade, Entretenimento, Tecnologia, Lifestyle e Motores.