Macau assina acordo de participação na iniciativa chinesa 'Uma Faixa, uma Rota'

Macau assinou hoje, na capital chinesa, um acordo no âmbito da iniciativa "Uma Faixa, Uma Rota", que prevê a realização de reuniões conjuntas com Pequim de acompanhamento da participação do território no projeto.

O documento assinado entre o chefe do Executivo de Macau, Fernando Chui Sai On, e o diretor da Comissão Nacional para o Desenvolvimento e Reforma chinesa, He Lifeng, prevê a "criação de um mecanismo de reunião conjunta, servindo como plataforma de coordenação e articulação de promoção e implementação do acordo", de acordo com um comunicado divulgado pelas autoridades.

Neste sentido, Pequim pretender ajudar Macau a "desenvolver as vantagens dos recursos locais, a proporcionar serviços de investimento e financiamento à iniciativa e a transformar-se numa plataforma entre a China e os países de língua portuguesa".

A assinatura do acordo foi sucedida pela primeira reunião conjunta, durante a qual foi destacada a importância da relação entre Macau e os países lusófonos no impulso da iniciativa milionária de infraestruturas lançada pelo Presidente chinês, Xi Jinping.

Nas palavras de He Lifeng, "a população que os países da língua portuguesa representam e a relação especial e vantajosa de Macau com os mesmos, poderá produzir efeitos positivos no impulso da iniciativa nacional", de acordo com um segundo comunicado.

Lançada por Xi Jinping, a iniciativa "Faixa económica da rota da seda e a Rota da seda marítima do século XXI", mais conhecida como "Uma Faixa, Uma Rota", está avaliada em 900 mil milhões de dólares e visa reativar as antigas vias comerciais entre a China e a Europa através da Ásia Central, África e Sudeste Asiático.

FST // VM

Lusa/Fim

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.