Cheias e ciclones vão afetar 1,5 milhões de pessoas em Moçambique, estima Governo

O Governo moçambicano estimou hoje que as cheias e ciclones poderão afetar cerca de 1,5 milhões de pessoas em Moçambique até março de 2019, como prevê o Plano de Contingência aprovado pelo Conselho de Ministros.

O Plano de Contingência, citado hoje pelo diário O País, refere que serão necessários 1,3 mil milhões de meticais (18, 5 milhões de euros) para a redução do impacto das cheias e ciclones.

O Governo já tem assegurados 206 milhões de meticais (2,9 milhões de euros), devendo mobilizar mais de mil milhões de meticais (14,2 milhões de euros) junto dos parceiros internacionais.

O Plano de Contingência vai incidir a sua atuação na prevenção de mortes e destruição de infraestruturas, buscas e salvamento, assistência multiforme e recuperação.

As regiões centro e norte serão as mais afetadas pelas cheias e ciclones que vão atingir o país até março do ano em curso.

PMA // VM

Lusa/Fim

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.