BEI investiu 3,3 mil milhões de euros em África no ano passado

O Banco Europeu de Investimento (BEI) investiu no ano passado 3,3 mil milhões de euros em África para apoiar quase 60 projetos no continente, fazendo o maior investimento desde que começaram estes apoios, anunciou hoje a instituição.

"Em 2018, o Banco Europeu de Investimento decidiu disponibilizar 3.300 milhões de euros (3.740 milhões de dólares) em novos financiamentos destinados ao investimento no setor privado e em infraestruturas em 20 países africanos", lê-se num comunicado distribuído hoje pela entidade bancária, no final do discurso do seu presidente na cimeira da União Africana.

No discurso, o presidente do BEI, Werner Hoyer, vincou que "África precisa de bons parceiros" a acrescentou que "África beneficiará da incomparável competência técnica, ambiental e financeira do Banco para alcançar objetivos comuns e enfrentar desafios globais".

Nos próximos meses, o BEI "deverá confirmar novos financiamentos significativos para projetos em África, incluindo o apoio aos transportes sustentáveis, ao desenvolvimento urbano, às infraestruturas de água, ao microfinanciamento e ao investimento do setor privado", lê-se no comunicado, que dá ainda conta de que desde 1965 o banco já investiu mais de 48 mil milhões de euros no continente.

O BEI é a instituição de financiamento a longo prazo da União Europeia, cujo capital é detido pelos Estados-Membros e concede financiamentos a longo prazo para investimentos viáveis que contribuam para a concretização dos objetivos políticos da UE.

MBA // PJA

Lusa/Fim

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.