Wall Street: Mercados sobem, dólar cai

As principais praças norte-americanas fecharam a primeira sessão do ano com ganhos impulsionadas pelas empresas tecnológicas e de coonsumo. Dólar cai.

As principais praças norte-americanas fecharam a primeira sessão do ano com ganhos impulsionadas pelas empresas tecnológicas e de coonsumo. Dólar cai.

Não começou mal o ano para os investidores americanos, em contraste com os principais índices europeus, que não souberam capitalizar uma sessão asiática positiva.

As principais praças norte-americanas fecharam, esta terça-feira, primeira sessão de 2018, em alta impulsionados por ganhos em ações de empresas tecnológicas e de consumo.

O S&P 500 beneficiou do bom desempenho da Apple, Facebook e Microsoft, tendo fechado a sessão a crescer 0,83% para os 2.695,79 pontos. Já o Dow Jones subiu 0,42% para os 24.824,01 pontos. E o Nasdaq registou um novo recorde, tendo atingido os 7.006,90 pontos, uma subida de 1,50%.

Relativamente ao Nasdaq, os analistas têm grandes expectativas, esperando mais ganhos em 2018.

Esta tendência das principais bolsas norte-americanas seguem a tendência de 2017, altura em que os mercados atingiram o melhor desempenho desde 2013. No mercado americano este ritmo de crescimento aconteceu no meio de uma conjuntura económica favorável, ganhos corporativos, baixas taxas de juro e esperança de cortes na carga fiscal americana.

Por seu turno, o dólar continuou a cair, depois de na sexta-feira ter atingido uma baixa de três meses. No total, em 2017, as perdas atingiram os 9,8%, o pior desempenho desde 2013.

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.