SIC assegura transmissão da Liga Europa por mais três épocas

A SIC conseguiu comprar os direitos da Liga Europa por mais três épocas, até 2021, uma competição que a estação transmite desde 2012.

A SIC conseguiu comprar os direitos da Liga Europa por mais três épocas, até 2021, uma competição que a estação transmite desde 2012.

A SIC conseguiu comprar os direitos de transmissão dos jogos da Liga Europa por mais três épocas, apurou o ECO junto de fonte conhecedora do processo. A estação de Carnaxide emite os jogos desta competição desde 2012 e assegura assim a continuidade deste conteúdo na sua programação até à temporada que termina em 2021.

O montante da aquisição não é conhecido. O ECO sabe que o contrato prevê que a SIC continue a exibir um jogo da Liga Europa por cada jornada e abrange também os resumos das partidas. Contactada, fonte oficial do grupo Impresa IPR 6,37% não quis comentar estas informações.

Esta notícia surge depois de se saber que a SIC comprou à RTP oito jogos do Mundial de 2018, incluindo um jogo da seleção nacional, bem como os resumos alargados de todas as partidas da competição. No entanto, no que toca à Liga dos Campeões, à semelhança da TVI e da RTP, também a SIC não terá apresentado candidatura a esta partida, como noticiou o ECO na segunda-feira.

Embora fonte oficial do grupo Impresa também não queira fazer comentários em relação à Liga dos Campeões, os grupos concorrentes Media Capital e a RTP justificaram a decisão de não concorrer à compra da Champions com os elevados custos da competição. Da parte da TVI, fonte oficial do grupo chegou mesmo a apontar o dedo à UEFA, dizendo que “os preços estão inflacionados”. Desta forma, esta competição deverá passar para um canal no cabo.

O grupo Impresa, que detém a SIC, tem estado sob pressão na bolsa de Lisboa. Em causa, os resultados negativos apresentados esta terça-feira, com o grupo liderado por Francisco Pedro Balsemão a registar imparidades que atiraram a empresa para um prejuízo de 21,7 milhões de euros. As imparidades resultaram da venda das revistas da Impresa à Trust in News, detida pelo empresário Luís Delgado. Assim, à hora de publicação deste artigo, os títulos do grupo de media caíam 5,43%, para 25,3 cêntimos cada ação.

(Notícia atualizada às 15h35 com mais informações)

Cotação das ações da Impresa no PSI-20

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.