Santander, Mini, Lufthansa e Pescanova têm nova cara. Porquê?

Seja para se adaptarem ao mundo digital, seja para marcarem um novo momento depois de um período difícil, várias grandes marcas decidiram mudar de imagem, nos últimos meses: do Santander à Pescanova.

Seja para se adaptarem ao mundo digital, seja para marcarem um novo momento depois de um período difícil, várias grandes marcas decidiram mudar de imagem, nos últimos meses: do Santander à Pescanova.

Santander, Mini, Pescanova, Lufthansa e Danone. Estas são algumas das grandes marcas que, nos últimos meses, decidiram mudar de cara. Porquê? A transformação pode marcar uma nova etapa nos negócios ou a adaptação aos pedidos dos consumidores, explica o diretor-geral criativo da agência de publicidade Leo Burnett. Ao Expansión, Juan García-Escudero reforça que esse processo de alteração é fundamental para as empresas e avisa: este não é um caminho livre de erros.

De acordo com o espanhol, em conjunto com o nome e o slogan, a imagem corporativa é um dos ativos visuais com maior peso na definição da companhia junto do consumidor, ajudando-a a diferenciar-se e a cultivar a sua lealdade.

É esse peso que torna este um processo delicado, especialmente no caso das marcas que oferecem produtos que fazem parte das rotinas dos clientes, garante o mesmo. A empresa “pode cometer um erro e fazer uma mudança repentina que ninguém entende”, salienta García-Escudero, referindo o exemplo da norte-americana Gap, cuja alteração de imagem agitou as redes sociais de tal forma que o novo logótipo acabou por ser abandonado pela empresa.

Tweet from @GrowLocalYYJ

O profissional vai mais longe e aponta a cor como uma das principais características da representação visual das companhias. Juan García-Escudero nota que, em alguns casos, a tonalidade tornou-se mesmo uma imagem de marca dessas empresas como o típico azul da nova-iorquina Tiffany & Co (o chamado Tiffany Blue, no inglês original).

Portanto, explicações dadas, como e por quais razões mudaram os seus logótipos as grandes marcas, nos últimos meses? A modernização e a criação de um elo ao mundo digital parece ser o traço comum.

Santander muda, mas mantém a chama

Ler Mais

No seu email. Sem contraindicações.

De segunda a sábado, consulte os especialistas em Desporto, Atualidade, Entretenimento, Tecnologia, Lifestyle e Motores.