PSI-20 em alta pela quinta sessão. Energia impulsiona

As energéticas levaram o principal índice nacional a registar ganhos pela quinta sessão consecutiva. Fora do PSI-20, o BPI foi a estrela da sessão. Subiu mais de 5%.

As energéticas levaram o principal índice nacional a registar ganhos pela quinta sessão consecutiva. Fora do PSI-20, o BPI foi a estrela da sessão. Subiu mais de 5%.

O PSI-20 encerrou a primeira sessão desta semana da mesma maneira como a terminou a anterior. A registar ganhos. Foi a quinta sessão consecutiva de ganhos para o principal índice bolsista nacional, beneficiando do bom desempenho dos títulos do setor energético. A Galp Energia destacou-se.

Com oito cotadas em território negativo e dez a registarem ganhos, o PSI-20 avançou 0,30% para 5.544,44 pontos. A decisão da DBRS, na passada sexta-feira, em relação ao rating da república portuguesa não trouxe euforia aos mercados, com os analistas a apontarem que estes estarão mais focados na época de resultados que se segue.

“Os mercados estão bastante estáveis, seguindo a tendência das últimas sessões, com pouca liquidez, numa altura em que a série de resultados está a deixar os investidores mais cautelosos”, apontou Paulo Rosa, da GoBulling, à Reuters.

Desta forma, a merecer mais destaque nesta sessão estiveram as ações da Galp Energia, que valorizaram 1,85% para 16,24 euros, bem como as das empresas da família EDP. A irmã mais velha avançou 0,25% para 3,21 euros, enquanto a empresa de energias verdes ganhou 0,32% para 7,93 euros.

Já no plano das perdas destacou-se a F. Ramada que perdeu 3,91% para 12,30 euros, numa das sessões com mais ações negociadas desde a entrada no PSI-20 — 60,9 mil ações. Seguiu-se ainda a Jerónimo Martins, que desvalorizou 0,88% para 11,30 euros, e os CTT, que caíram 0,59% para 3,02 euros.

Fora do índice principal, o BPI brilhou. As ações do banco liderado por Pablo Forero dispararam 5,58% para 1,21 euros, tendo chegado a ganhar mais de 8% durante a negociação, isto depois de a instituição ter anunciado que lucrou mais de 200 milhões de euros nos primeiros três meses do ano.

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.