Passagem de ano amarga para a Bitcoin. Ethereum sobe

O arranque de 2018 foi amargo para os detentores da Bitcoin: desde 2015 que a moeda não caía no primeiro dia do ano. Rentrée está a ser bem mais saborosa para quem aplicou dinheiro em Ethereum.

O arranque de 2018 foi amargo para os detentores da Bitcoin: desde 2015 que a moeda não caía no primeiro dia do ano. Rentrée está a ser bem mais saborosa para quem aplicou dinheiro em Ethereum.

O novo ano de 2018 arrancou com perdas para os investidores em Bitcoin, a maior moeda digital em valor de mercado. A divisa fechou o primeiro dia do ano com uma desvalorização de 4,80% para 13.624,56 dólares, afastando-se ainda mais do máximo de 19.511 dólares atingido a 18 de dezembro. É a primeira vez desde 2015 que a criptomoeda entra num ano com o pé esquerdo.

No primeiro dia de 2017, a Bitcoin registou um desempenho bem melhor, ao subir 3,6% para 998 dólares, recorda a Bloomberg. Viria a ser o início de uma valorização praticamente exponencial e que gerou, depois, um autêntico frenesim em torno do mundo das criptomoedas, que era até então visto com algum ceticismo no mundo mainstream. O ano viria a fechar com Wall Street a lançar um instrumento derivado de Bitcoin: os contratos futuros a dinheiro.

No acumulado do ano, em 2017, a Bitcoin acabaria por valorizar mais de 1.800%. Certo é que as últimas semanas de dezembro foram de perdas significativas. Entre 18 e 29 de dezembro, a moeda afundou 23,37%. Já esta terça-feira, 2 de janeiro, recupera 0,62%, com cada moeda a valer 13.708,47 dólares, aproximadamente.

Mas nem só de Bitcoin se fazem as criptomoedas. O início do ano foi bem mais saboroso para os investidores em Ethereum, uma das moedas virtuais mais populares e a terceira no pódio das que acumulam maior valor. Neste caso, a moeda entrou em 2018 a valorizar 2,60% e dá continuidade à escalada esta terça-feira, subindo 11,11% para 845 dólares, a caminho da meta dos 1.000 dólares por moeda.

Já o Ripple, que nos últimos dias do ano superou o Ethereum em valor de mercado, atingindo os 75,69 mil milhões de dólares, entrou em 2018 com um trambolhão de 5,21% para cerca de 1,92 dólares cada moeda, eliminando as perdas esta terça-feira: está a valorizar 6,43%, em máximos históricos acima dos dois dólares por moeda. De recordar que o Ripple já acumula uma valorização de 743,42% só entre 11 dezembro e 2 de janeiro. No início do mês passado, a moeda valia pouco mais de 0,25 dólares.

Para fechar a ronda pelas principais moedas virtuais, fica a faltar falar da Litecoin. A moeda entrou em 2018 a cair 1,66%, mas corrigiu as perdas esta terça-feira: está a somar 7,52% para 243,91 dólares cada moeda, de acordo com dados da Bitstamp, compilados pela Bloomberg.

Gráfico: A escalada da Bitcoin em 2017

Fonte: Bloomberg

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.