Depois de hoje se ter ficado a saber que a F1 adiou as três corridas previstas para maio, as decisões sobre do calendário do WRC, relativamente ao Rali de Portugal e da Sardenha (já em junho), deverão ser conhecidas no início de abril. Como se sabe, o coronavírus já levou ao adiamento do Rali da Argentina, ao encurtamento do Rali do México e com o atual período que se vive, é incerto se o WRC pode regressar à ação na terceira semana de maio, portanto, daqui a dois meses, com o Rali de Portugal.

Segundo o que o promotor do WRC, Oliver Ciesla disse ao Dirtfish, não serão tomadas mais decisões até que haja uma orientação clara a nível governamental: “De momento, todas as organizações continuarão a preparar os seus eventos como se tudo estivesse a acontecer normalmente. O nosso próximo momento para tomada de decisões será na primeira semana de abril, altura em que a maioria dos governos tomará novas decisões e fará novas estimativas sobre o evoluir da situação no seu país. E essa será a base que precisamos para decidir o que fazer, e tudo o resto é perfeitamente irrelevante neste momento.”