WRC: Rali da Suécia com piso ‘quase’ perfeito

Prova realiza-se na próxima semana

O CEO do Rali da Suécia, Glenn Olsson revelou que meses de temperaturas abaixo de zero e quedas de neve frequentes deixaram as estradas do Rali da Suécia, prova que se realiza na próxima semana, uma espécie de paraíso de inverno para os pilotos e equipas.

A segunda prova do campeonato decorre de 14 a 17 de fevereiro na região de Värmland, no centro-oeste da Suécia, e também do outro lado da fronteira, na Noruega. Ambas zonas estão sob um inverno rigoroso há meses.

“Temos muita neve, as condições são muito boas em toda a área do rali, mesmo na etapa mais a sul em Karlstad”, disse Olsson ao wrc.com.

Mas enquanto não há falta de neve no chão, Olsson está à espera da chegada tardia de uma camada extra de gelo nas estradas de terra: “O clima dos últimos meses tem sido bastante incomum. Em vez de uma mistura de dias frios, nevados e mais quentes, tem permanecido muito frio desde o Natal. Isso significa muita neve seca, e isso significa que não temos a quantidade de gelo nas estradas que esperávamos”, explicou.

“O que esperamos agora são alguns dias quentes, que parece que vamos ter. A neve seca pode derreter em gelo e dar-nos estradas melhores para os pneus”.

Algumas das secções que se repetem no rali, incluindo a super especial de abertura do rali, em Karlstad, já estão em perfeitas condições graças a um processo de construção de gelo: “Temos estado a regar as estradas para construir essa base de gelo, normalmente é 10-15 cm na super especial”, disse Olsson.

“Também regamos o final dos troços de Torsby e Torsby Sprint, nas secções que são muito usadas. Com tantas estradas é impossível regá-las todas, mas esperamos receber alguma ajuda de cima para criar mais gelo em cima da terra”, explicou Olsson. Na verdade, o gelo é muito importante, pois se estiver formado em cima do piso de terra, protege os pregos dos pneus de se partirem todos caso os pneus passem sobre a neve e não tenham uma camada de gelo antes de roçar na terra. Se isso sucede, o rali será uma lotaria.

“Ainda assim, é muito, muito bom. Não nos devemos queixar. É um belo paraíso de Inverno para todos os gostos, mas temos sempre como objetivo as melhores condições possíveis”, acrescentou.

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.