As Supersport tiveram um começo dramático e preocupante, com a Yamaha de Bassano a colidir, por distração do piloto, com a traseira da MV Agusta de De Rosa na saída para a volta de aquecimento… enquanto Bassani deu uma cambalhota, De Rosa foi forçado a completar a volta com o pneu traseiro rebentado, mas por essa altura já a bandeira vermelha tinha neutralizado as coisas…

No recomeço, Locatelli liderou com facilidade acorrida reduzida para 12 voltas sobre Cluzel, Oetll e Perolari.

Com uma longa fila em perseguição até aos primeiros 12, “Loca” abriu logo 3/10 de avanço enquanto as primeiras quedas marcavam a prova, com as Honda de Simon Buckmaster a cair em rápida sucessão, primeiro Obersberger e logo a seguir Ikari Okubo.

Mahias ascendia a 4º Viñales a 6º enquanto Gonzalez baixava de 6º para 10º e De Rosa vinha colocar a MV Agusta em 8º.

A meio da corrida, Mahias vem atacar Oettl para o degrau mais baixo do pódio, e forma-se um bom duelo entre Oettl, Viñales e De Rosa, entretanto chegado a 6º.

Perolari perde terreno em 7º, mas De Rosa quer mais, chegando a 4º nas últimas 3 voltas.

Com Locatelli alguns 4 segundos à frente, as duas últimas voltas são animadas pelos ataques de Mahias a Cluzel pelo segundo posto, que no entanto não produziram efeito e os primeiros 10 acabam sem alteração…