Depois do Top 10 conseguido ontem, Sebastian Bühler foi obrigado a fazer quase metade da etapa sem instrumentos de navegação.

Hoje foi um dia muito complicado. Por volta do km 280, a minha torre de navegação partiu e fiquei sem navegação até ao final da etapa” disse o piloto que hoje terminou o dia na 24.ª posição.

Apanhámos muitos perigos e o objetivo hoje foi só mesmo chegar bem ao final. Dia difícil, também por fazer hoje um ano em que perdemos o nosso grande amigo Speedy” recordou o luso-alemão que agora é 16.º na classificação geral.

:.

(Foto: Hero Motosports)