SBK: Tetra da Kawasaki também nos construtores

Domínio verde em toda a linha

O domínio da Kawasaki no Mundial de Superbikes não estende-se apenas a Jonathan Rea, que recentemente tornou-se no primeiro piloto da história do Mundial a conquistar quatro títulos mundiais consecutivos.

No campeonato destinado aos construtores a marca verde exerce também a sua lei e no passado fim de semana na estreante ronda de El Villicum (Argentina), a Kawasaki selou a conquista de mais um título colectivo, no caso o quarto consecutivo. Contas fechadas a um evento do final da temporada de 2018.

Consequência de uma mais época de grande eficácia por parte de Tom Sykes e Jonathan Rea, mais este, sendo que até ao momento apenas na segunda corrida de Buriram (Tailândia) nenhum dos dois pilotos esteve presente no pódio, pois debateram-se com problemas mecânicos devido ao muito calor que se fez sentir. Outra estatística curiosa é o facto de apenas na segunda corrida de Brno (República Checa), curiosamente a última que Rea não venceu desde então, a Kawasaki ter ficado em branco com os seus pilotos oficiais.

Registos que ajudam a explicar a vantagem de 180 pontos para a Ducati que vem no segundo posto.

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.