Kervin Bos, Team Manager da Ten Kate Racing, prevê um futuro próspero depois de uma primeira temporada de sucesso com a Yamaha em 2020

“O maior triunfo para o Loris foram os dois pódios em Magny-Cours!”

Kervin Bos, team manager da Ten Kate Racing Yamaha, disse que a campanha da sua equipa no Campeonato do Mundo de Superbike de 2020 foi uma jornada emotiva, ao rever o ano em que a equipa holandesa regressou ao pódio e à liderança das corridas de SBK.

Quatro pódios, primeiras filas e oitavos na classificação para Loris Baz e a posição de segundo piloto independente em 2020 pode muito bem ter sido apenas o início de um futuro brilhante.

Olhando para a primeira temporada completa da equipa com a Yamaha, Bos disse:

“Se olharmos para trás para o início em Phillip Island, a nossa contagem de pódios está em quatro; dois na corrida Superpole e dois nas outras corridas, logo posso dizer que todos juntos, fizemos um bom trabalho. O maior triunfo para Loris foram os dois pódios em Magny-Cours durante a sua ronda em casa, mas tudo começou em Phillip Island, que foi a nossa primeira vez lá com a Yamaha. Esperávamos lá o nosso primeiro pódio, mas tivemos algum azar e depois com a situação do Covid-19 tudo se complicou.”

Com 42 vitórias em SBK, a Ten Kate, no seu primeiro ano completo com a Yamaha, provou o seu valor e o regresso ao pódio em Magny-Cours foi o ponto alto do seu ano: “

“A época real começou na Europa e passo a passo, recuperámos a sensação e a equipa estava a ter um bom desempenho. O nosso último pódio numa corrida principal foi em Magny-Cours em 2016 e conseguimos novamente em Magny-Cours este ano, por isso foi muito emotivo para todos nós; Ainda me arrepio só de pensar nisso!”

“Trocámos de fabricante em meados de 2019, por isso tivemos de nos habituar ao sistema de trabalho da Yamaha e a Yamaha tiveram de se habituar à forma como estamos a trabalhar. Depois de um arranque atribulado, a colaboração foi muito boa e podemos aprender uns com os outros, trabalhamos bem juntos, e acho que o futuro será muito bom para todos nós.”