Rui Madeira: “Parabéns aos organizadores pela aposta ganha”

Um regresso...

Rui Madeira regressou ao Rali das Camélias 27 anos depois da última vez que ali competiu, e desta feita com o seu grande amigo, Miguel Duarte ao lado, as coisas estavam a correr bem, um lugar o pódio estava à vista, quando Carlos Fernandes desistiu, Madeira ficou a 1.8s da liderança, mas no Codeçal 2 teve que abandonar com um problema no seletor da caixa de velocidades:

“Em primeiro lugar, quero dar os parabéns aos vencedores, o Paulo Neto e o Vítor Hugo, mas também ao público pelo comportamento exemplar, aos fãs dos ralis e em especial aos organizadores das Camélias pela aposta ganha! Foi uma sensação inacreditável, a última vez que fiz as Camélias foi em 1991 de Citroën AX, é indescritível. Os troços estavam muito difíceis, escorregadios, mas voltar a uma das catedrais dos ralis e poder abrir a estrada, com este público maravilhoso tornou este dia inesquecível. É uma grande nostalgia voltar a Sintra, foi uma grande luta para aqui voltar, acompanhei de perto, sei que foi muito difícil colocar de pé esta prova, e agora temos que a acarinhar, os ralis precisam de uma prova em Lisboa, tem que haver e eu acho que é bem possível que as coisas se encaminhem para termos um rali ainda mais forte”

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.