Ronaldo de regresso num 'onze' sem grandes surpresas para o Portugal-Ucrânia

Cristiano Ronaldo vai liderar hoje o ataque Portugal frente à Ucrânia, no arranque da fase de qualificação para o Euro2020 de futebol, num 'onze' inicial em que voltará a ter a companhia de André Silva na frente.

No Estádio da Luz, em Lisboa, como era mais que esperado, Ronaldo vai voltar a vestir a camisola da seleção nacional, após nove meses de ausência, com o selecionador Fernando Santos a apresentar uma equipa inicial sem grandes surpresas.

Na defesa, à frente do guarda-redes Rui Patrício, que também regressa, João Cancelo e Raphael Guerreiro vão ser os laterais e na zona central estarão Pepe e Rúben Dias, este último tendo vencido a corrida a José Fonte.

O jogador do Benfica foi alvo de algumas críticas nas mais recentes exibições que realizou pelos 'encarnados', enquanto José Fonte, campeão europeu, tem estado a fazer uma boa temporada no Lille e poderia 'roubar' o lugar a Dias.

No meio-campo estarão Rúben Neves, William Carvalho, João Moutinho e Bernardo Silva, enquanto Cristiano Ronaldo e André Silva voltam a reeditar a dupla de avançados, uma parceria que deu 'frutos', sobretudo no último apuramento para o Mundial2018.

Em relação ao último encontro que Portugal realizou, em 20 de novembro do ano passado, em Guimarães, perante a Polónia (1-1), Fernando Santos efetuou um total de cinco alterações, com Beto, Danilo e Rafa Silva a serem relegados para o banco de suplentes, enquanto Kevin Rodrigues e Renato Sanches nem foram convocados.

Fora da ficha de jogo ficou Gonçalo Guedes, que falhou os dois últimos treinos da seleção nacional devido a gripe. Isto significa que João Félix, Diogo Jota e Dyego Sousa vão estar sentados no banco de suplentes e podem hoje estrear-se com a camisola de Portugal.

O Portugal-Ucrânia tem início agendado para as 19:45 e terá arbitragem do francês Clément Turpin.

A seleção nacional vai disputar o grupo B de apuramento, que inclui ainda Sérvia, adversário na próxima segunda-feira, igualmente na Luz, Lituânia e Luxemburgo.

LG/AYCO/CYP // VR

Lusa/fim