A Škoda teve novamente um ano de exceção ao vencer todos os principais títulos em que esteve envolvida. Na sua festa anual, nem sequer faltaram Ricardo Teodósio e José Teixeira. Quanto a novidades para 2020, nem por isso, simplesmente “fazer mais e melhor”, leia-se, colocar todo o foco nos clientes e deixar de lado a sua equipa oficial. Ou seja, deixa de haver Skoda Motorsport oficial nos ralis.

Já lá vão 118 anos de Skoda Motorsport, e este ano de 2019, foi o mais vencedor de todos. Numa altura em que lidam com um recorde clientes de mais de 320 clientes do seu R5, é intenção de Michal Hrabnek e dos seus pupilos, dar continuidade à história e continuar a oferecer aos clientes o melhor suporte possível.

Um deles é a dupla Ricardo Teodósio/José Teixeira que estiveram no palco da apresentação de Praga a receber os louros pelo merecido troféu. Todos os campeões subiram ao palco, começando por os vencedores do WRC 2 Pro, Kalle Rovanperä/Jonne Halttunen, os vencedores do WRC 2, Pierre-Louis Loubet/Vincent Landais, os Campeões Europeus de Ralis, Chris Ingram/Ross Whittock, entre muitos outros.

Foi também tempo de despedida de Kalle Rovanpera, da, como diz “Universidade dos Ralis” que é a Skoda. Para o jovem finlandês que se muda para a Toyota no fim do – e que já testou devidamente autorizado o Yaris WRC – “é tempo de dizer adeus, foram um prazer estes dois anos. Dois grandes anos. Um grande obrigado à equipa.”. Para Hrabnek: “Espero que continues campeão no futuro”. Na Skoda foi o campeão mais jovem da história do ralis. Para Hrabnek, agora, 2020 é uma responsabilidade ainda maior, temos que melhorar ainda mais”.

Títulos e mais títulos
A Skoda venceu o título de pilotos do WRC 2 Pro e WRC 2 no Campeonato do Mundo de Ralis, o título de fabricante do WRC 2 Pro, o WRC 2 para equipas privadas foi para a equipa de clientes da ŠKODA, Pierre-Louis Loubet e Vincent Landais. Para Michal Hrabánek: “Ganhar todos os títulos da categoria WRC 2 Pro e WRC 2 para equipas privadas é uma recompensa bem merecida para toda a equipa.

Uma longa temporada terminou com sucesso para a Škoda Motorsport. Finalmente, posso dizer: missão cumprida. Alcançámos todos os objectivos que nos tínhamos proposto para 2019. Trouxemos com sucesso o novo Škoda Fabia R5 evo para o mercado, Kalle e Jonne levaram os títulos de pilotos WRC 2 Pro e, além disso, garantiram a ambas as duplas os pontos necessários para vencer o campeonato de fabricantes WRC 2 Pro. Este sucesso só foi possível devido ao forte empenho e dedicação da equipa, apoio do nosso conselho de administração, nossos engenheiros, mecânicos e todos os funcionários da Škoda, que nos apoiaram, tornando o automobilismo uma parte bem-sucedida do DNA da Škoda. Estou acima de tudo satisfeito por ver o sucesso dos nossos clientes e por Pierre-Louis Loubet/Vincent Landais poder ganhar o título na categoria WRC 2 para equipas privadas com o nosso carro de rali feito em Mladá Boleslav”.

Campeões Skoda 2019
FIA World Rally Championship/WRC 2 Pro/Construtores: ŠKODA Motorsport
FIA World Rally Championship WRC 2 Pro/Pilotos e Navegadores: Kalle Rovanperä/Jonne Halttunen (FIN/FIN)
FIA World Rally Championship/WRC 2 Championship Pilotos e Navegadores: Pierre-Louis Loubet/Vincent Landais (FRA/FRA)
ERC, European Rally Championship (ERC): Chris Ingram/Ross Whittock (GBR/GBR)
FIA European Rally Championship/ERC1 Junior: Filip Mareš/Jan Hloušek (CZE/CZE)
FIA African Rally Championship (ARC): Manvir Singh Baryan/Drew Sturrock (KEN/GBR)
FIA North American and Central American Rally Championship (NACAM): Ricardo Triviño/Marc Martí (MEX/ESP)
Bélgica: Adrian Fernémont/Samuel Maillen (BEL/BEL)
Bulgária: Miroslav Angelov/Georgi Gadzhev (BGR/BGR)
Chile: Jorge Martínez/Alberto Álvarez (CHL/ARG)
Croácia: Krisztián Hideg/István Kerék (HUN/HUN)
República Checa: Jan Kopecký/Pavel Dresler (CZE/CZE)
Dinamarca: Ib Kragh/Ditte Kammersgaard (DEN/DEN)
Finlândia: Teemu Asunmaa/Jani Salo (FIN/FIN)
Alemanha: Fabian Kreim/Tobias Braun (GER/GER)
Hungria: Ferenc Vincze jun./Igor Bacigál (HUN/SVK)
Itália: Giandomenico Basso/Lorenzo Granai (ITA/ITA)
Itália (Terra): Stéphane Consani/Thibault de la Haye (FRA/FRA)
Quénia: Manvir Singh Baryan/Drew Sturrock (KEN/GBR)
Lituânia: Vaidotas Žala/Andris Mālnieks (LTU/LVA)
México: Ricardo Triviño/Marc Martí (MEX/ESP)
Namíbia: Allan Martin/Maretha Olivier (NAM/NAM)
Paraguai: Luis Maldonado jr./Jorge Gonzalez (PRY/PRY)
Poland: Mikolaj Marczyk/Szymon Gospodarczyk (POL/POL)
Portugal: Ricardo Teodósio/José Teixeira (PRT/PRT)
Réunion: Thierry Law-Long/Noor Mohammad Balbolia (FRA/FRA)
Eslováquia: Martin Koči/Radovan Mozner jun. (SVK/SVK)
Espanha (Terra): Xevi Pons/Rodrigo Sanjuan (ESP/ESP)
Suécia: Patrik Flodin/Göran Bergsten (SWE/SWE)
Suíça: Ivan Ballinari/Giusva Pagani (CHE/CHE)