MotoGP pode regressar a Portugal

Revelação feita por Jorge Viegas

Recém-eleito para a presidência da Federação Internacional de Motociclismo, sendo o primeiro português a exercer tal cargo, Jorge Viegas tem as ideias bem definidas sobre aquilo que quer fazer à frente do órgão que comanda os destinos do motociclismo mundial.

Um dos objetivos do mandato que irá começar a 1 de janeiro de 2019 e que irá prolongar-se até 2022 é o de trazer o Mundial de MotoGP de regresso a Portugal, algo que já não sucede desde 2012.

“Acredito no regresso do MotoGP a Portugal. As indicações são muito positivas do Governo em querer trazer o Mundial de volta ao país, seja onde for, no Estoril ou Algarve. Declarações muito recentes por parte dos governantes sublinham essa vontade, mas é preciso deixar claro que só intenções não chegam. É preciso cumprir diversas premissas, nomeadamente a nível financeiro e é preciso um lugar no calendário, o que não é fácil, tantos são os interesses neste capítulo. Claro que, mesmo antes de ser eleito presidente da FIM, já desenvolvia contactos e pressões nesse sentido”, disse Jorge Viegas em entrevista ao jornal ‘A Bola’.

De recordar que o Mundial de MotoGP visitou Portugal, de forma ininterrupta, entre 2000 e 2012, tendo sempre como palco o Circuito do Estoril.

Veremos o que irá trazer o futuro para Portugal, um país que no âmbito das duas rodas já recebe anualmente o Mundial de Superbikes, Mundial de Motocross (MXGP), Mundial de Trial (TrialGP) e o Mundial de Enduro (EnduroGP). A isto irá juntar-se ainda em 2019 os International Six Days Enduro, a mais antiga competição de motociclismo do mundo. Está só mesmo a faltar a jóia da coroa. Tudo a seu tempo…

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.