Marc Márquez terminou uma temporada quase impecável em 2019 vencendo em Valencia e entregando à Honda Repsol a tríplice coroa – Título de Pilotos, Fabricantes e Equipas. Agora, porém, o MotoGP 2019 é coisa do passado, e o Teste de pré-temporada de 2020 começa esta terça-feira, 19 de Novembro.

Máquinas novas estrearão na terça e quarta-feira no circuito Ricardo Tormo, pois todos os fabricantes pretendem interromper o domínio recente de Márquez. A Ducati prometeu trazer um novo chassis Desmosedici para Valencia, com a Suzuki e Yamaha à procura também de alguma pequena potência extra sem comprometer a velocidade superior em curva, uma exigência difícil mas essencial para enfrentar o desafio ao título na próxima temporada.

A Aprilia também estará estreando uma RS-GP novinha em folha, e a KTM virá armada com mais atualizações à medida que continuam a fechar o intervalo que a separa do principal quarteto de fabricantes.

O interesse também está nas diferentes especificações das máquinas que os pilotos estarão a desenvolver. O estreante do ano Fabio Quartararo estará numa Yamaha M1de especificação completa de fábrica, assim como Franco Morbidelli, companheiro de equipa da Petronas Yamaha SRT. Quatro GP20 também estarão na grelha, com Francesco Bagnaia, da Pramac Racing – se for aprovado para pilotar depois de partir um pulso – a juntar-se a Andrea Dovizioso, Danilo Petrucci e Jack Miller nas Ducati de especificações de fábrica.

O Campeão do Mundo de MotoGP tem grandes expectativas para 2020, depois de garantir a sua décima segunda e última vitória do ano, além do título das equipas. Será a Honda uma fera mais fácil de domar?

Quem estará pilotando a outra Honda Repsol ao lado de Márquez no teste? Será o irmão Alex, recém-coroado campeão de Moto2? Como se darão Brad Binder e Iker Lecuona – depois de um impressionante fim de semana em Valencia – com a KTM de 2020? Existem tantas perguntas neste começo de época que se avizinha que a emoção de 2020 já está perto do ponto de ebulição.