De repente, na Q1, as Ducati ganharam vida, com Miller, Dovizioso, Zarco e até Rabat, todos a aparecer nos primeiros lugares e Miguel Oliveira inicialmente bem qualificado em quarto.

No entanto, só primeiro ou segundo passaria Oliveira à Q2 a seguir, o seu objetivo dificultado pelo ataque a seguir de Zarco que colocou mais 1 moto à frente do português com Aleix Espargaró na Aprilia em sexto e Márquez sétimo na Honda Repsol, Rins em oitavo e até a segunda Aprilia de Bradley Smith (foto abaixo) aparecia no Top 10, aproveitando, claro, a ausência dos mais rápidos qualificados automaticamente.

MotoGP, Q1, Top 10

143J. Miller1:31.55924A. Dovizioso+0,053327I. Lecuona+0,15645J. Zarco+0,205588M. Oliveira+0,282641A. Espargaró+0,353773A. Márquez+0,639842A. Rins+0,716938B. Smith+0,9271053T. Rabat+1,291