Mick Schumacher junta-se à equipa Haas F1 depois de seis temporadas de corridas em monolugares. Depois do natural karting, começou o seu percurso nos monolugares na série ADAC Fórmula 4 Alemanha em 2015, depois avançou para o Campeonato Europeu de Fórmula 3, onde foi Campeão em 2018, depois de ter obtido oito vitórias. Foi nessa altura nomeado para a Academia de Pilotos da Ferrari, em 2019, e foi também nesse ano que fez a sua estreia na Fórmula 2.

Mick Schumacher teve a sua primeira experiência num monolugar de Fórmula 1 atual (já tinha rodado com o Benetton com que o pai se estreou na Fórmula 1 em Spa e mais recentemente testou o SF90 em Fiorano) em abril dessa temporada, participando no teste realizado no Bahrein com a Ferrari e Alfa Romeo, um dia em cada lado das boxes: “A perspetiva de estar na grelha da Fórmula 1 no próximo ano deixa-me incrivelmente feliz e estou simplesmente, sem palavras”, começou por dizer Mick Schumacher após a sua confirmação oficial. “Gostaria de agradecer à Haas F1 Team, Scuderia Ferrari e à Ferrari Driver Academy por depositarem a sua confiança em mim. Também quero reconhecer e estender o meu amor aos meus pais – eu sei que lhes devo tudo. Sempre acreditei que iria realizar o meu sonho da Fórmula 1.
Um enorme obrigado a todos os fantásticos adeptos dos desportos motorizados que me têm apoiado ao longo da minha carreira.
Darei tudo de mim, como sempre faço, e estou ansioso por começar esta viagem juntamente com a Haas F1, e eles”.

Baby @SchumacherMick first got behind the wheel with his father Michael at just one year old 🥺#F1 #RoadToF1 pic.twitter.com/2RYP9aQ061

— Formula 1 (@F1) December 2, 2020