Em declarações à La Gazzetta dello Sport, Giuseppe Olivieri, o médico que operou Alex Zanardi revelou que estas não se comparam com as sofridas por Michael Schumacher, mas que só iremos perceber em que estado neurológico está o italiano quando ele acordar “se acordar”, disse o médico. “O estado grave em que ele está significa que pode morrer”.
Segundo Olivieri, “Os danos axonais difusos são uma lesão muito extensa em todo o córtex cerebral” – que é o que se pensa acontecer com Schumacher – “não têm muitas hipóteses de voltar às funções cognitivas e motoras normais, mas pelo que sabemos até agora o Zanardi não sofre dessa lesão. O ponto de impacto não é o que conta, mas sim as lesões internas e a quantidade de danos que se propagaram dentro do crânio” disse Olivieri, que, juntamente com a sua equipa, vão esperar algum tempo até ser mais seguro começar a tirar Zanardi do estado de coma em que foi colocado: “Nas lesões deste tipo, são necessários alguns dias para começar a acordar o paciente e a avaliar os danos. Uma semana ou talvez duas”, disse, acrescentando também que o facto de Zanardi ser um grande atleta joga a favor dele.