Christian Horner sabe que em condições normais a Red Bull não tem carro para incomodar mais a Mercedes. Por isso, destaca o que há para ser destacado: “Mais uma vez o Max conseguiu tirar tudo o que podia desta corrida com outro merecido terceiro lugar, reclamando o seu 40º pódio na F1. Depois duma partida complicada, ele aproximou-se bastante do Lewis nas primeiras curvas, mas tivemos realmente dificuldade em pôr o pneu macio a funcionar, com McLaren a ‘ligá-los’ instantaneamente e a passar por todos.
Max teve então a sorte de não sofrer danos no incidente da corrida com Sergio (Pérez) e a partir daí conseguiu manter-se em contacto com os líderes antes de passar para o pneu médio, que acabou por ser o melhor. Foi uma corrida difícil para o Alex, que perdeu bastantes posições na partida, chegando à primeira volta na P11 e, tal como Max, lutando para conseguir que o pneu macio fosse ligado. Acabar em 12º é nfeliz para Alex e é dececionante estar fora dos pontos. Parabéns a Lewis por bater o recorde das vitórias em F1 e também à nossa equipa de boxes que parece ter batido mais uma vez o recorde mundial, completando também as três paragens das boxes em menos de 1.9 segundos. Um feito e tanto”.