50.000 espetadores e 5.000 polícias. É isto que está, para já, previsto para o Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1. Enquanto os russos estão a trabalhar para ter cerca de 30.000 pessoas nas suas bancadas de Sochi, o AIA em Portimão está a fazer planos para 50.000 espetadores.
Em declarações à Speedweek, Paulo Pinheiro, CEO do Autódromo Internacional do Algarve em Portimão, disse que o número 50.000 representa cerca de metade da capacidade do circuito: “Com 50.000 pessoas, a pressão é significativamente mais baixa, mas sendo os espetadores permitidos, isso não significa que tudo será permitido. Quem compra um bilhete, é-lhe enviado para casa o bilhete e numerosas regras com as quais se tem de concordar”, disso Paulo Pinheiro, que alerta para o facto de ser necessário o uso de máscara, sempre, exceção feita para comer e beber: “Vamos ter um grande evento, mas todos têm de seguir as regras. Seremos o teste para todos os grandes eventos futuros, pelo que os adeptos têm de se comportar corretamente”, disse Paulo Pinheiro.