Na segunda sessão de treinos livres da Fórmula 1 Lance Stroll foi o mais rápido. O piloto da Racing Point efetuou um tempo de 1:27.274s. Atrás de Stroll ficou Alex Albon, a 0.090s, mas o piloto tailandês teve uma saída neste TL2. Valtteri Bottas completou os três primeiros, ficando a 0.157s da frente.

No TL1, a Red Bull Racing e Max Verstappen foram os mais rápidos. Mas, no TL2, a coisa mudou. O holandês foi apenas 14º classificado. Já o seu companheiro de equipa teve menos sorte. Albon ficou com o segundo tempo, mas só completou 13 voltas, já que a cerca de 40 minutos do fim da segunda sessão bateu forte na curva de Stowe. O tailandês perdeu o controlo do seu RB16 e foi parar às barreiras de proteção. Tudo bem com o piloto, mas o monolugar saiu muito danificando, principalmente na traseira, podendo assim ter danos na caixa, o que pode ser um preocupação para a equipa.

Na Racing Point, Lance Stroll foi o mais rápido, tendo efetuado 14 voltas com os pneus duros e 16«5 voltas com os pneus macios. Nico Hülkenberg voltou a ficar nos dez primeiros. O substituto de Sergio Pérez foi o sétimo mais rápido, melhorando o tempo do TL1 para 1:27.910s e ficando a 0.636s do mais rápido.

Na Mercedes, Lewis Hamilton foi batido por Valtteri Bottas. Bottas foi o terceiro mais rápido, tendo sido batido Hamilton por 0.15s. No TL2, Lewis Hamilton preferiu rodar mais com o composto mais duro, enquanto Bottas rodou com o composto médio.

Na Ferrari, Sebastian Vettel voltou à pista, mas o SF1000 parece não estar bem. Vettel teve algumas dificuldades em pista, reportando perda de potência. O alemão apenas conseguiu o 18º tempo mais rápido, ficando a mais de 1.5s da frente. Já Charles Leclerc ainda fez um pião no início da sessão, mas conseguiu terminar dentro dos dez primeiros, na quarta posição.

Leclerc sets the fastest time of the session so far ⏱️

And then goes for a spin on the very next lap 😵🔄#BritishGP 🇬🇧 #F1 pic.twitter.com/tmI7u3mp8L

— Formula 1 (@F1) July 31, 2020

Na McLaren, as coisas correram melhor. Carlos Sainz colocou o MCL35 na sexta posição, tendo sido um dos pilotos que mais rodou, com 35 voltas no total. Sainz deu prioridade aos pneus médios. Lando Norris foi 11º a 0.895s da frente e a 0.349s de Sainz.

Pierre Gasly foi o oitavo classificado, Daniel Ricciardo o nono e a fechar os dez primeiros ficou Kimi Räikkönen no Alfa Romeo, a 0.885s da frente, tendo sido outro piloto a efetuar 35 voltas ao circuito de Silverstone.

No final da tabela ficaram os Haas, os Williams e Vettel. Na Williams, Nicholas Latifi foi o mais lento e ainda apanhou um susto no final da sessão, ao ter uma pequena saída, sem consequências graves. Apesar disso, Latifi também foi dos que mais rodou, com 35 voltas completas.

Romain Grosjean foi 16º classificado, com George Russell logo atrás de si. Kevin Magnussen ficou com a 19º posição final.