Toto Wolff elogiou a volta de Lewis Hamilton que lhe deu a pole position para o Grande Prémio da Estíria. O registo de 1m19,273s levou-o a ficar 1.2 segundos à frente de Max Verstappen, um registo que não é normal em qualificação. É certo que o holandês vinha a fazer uma boa volta antes do pião, mas não iria chegar para a pole, embora não ficasse a 1.2s. Nunca saberemos a margem, mas sabemos que a volta de Lewis Hamilton foi perfeita para aquelas condições: “Muito raramente se veem performances que simplesmente não são deste mundo. Quando você vê a volta onboard, percebe que equilibrava o carro no limite, fazia aquaplanning, controlava o acelerador. Era incrível. Não me lembro de ter visto 1.2 segundos entre o primeiro e o segundo numa qualificação. Acho que foi um daqueles momentos me que piloto e carro se fundem num só, onde um carro perfeito com os pneus no ponto perfeito de utilização, e uma dirigibilidade perfeita da unidade motriz se unem com habilidade e inteligência do piloto. Só depois é que se vê este tipo de desempenho”, disse Toto Wolff, em declarações ao Motorsport.com.