A Fórmula 2 e a Fórmula 3 apresentaram hoje medidas para reduzir os custos. Nestas medidas, os fins de semana de corrida sofrem mudanças e os monolugares atuais serão mantidos por mais anos.

No aluguer dos motores e nas peças de substituição os custos serão reduzidos, segundo o promotor destas competições. Para além disso, também se decidiu que o mesmo monolugar será utilizado no próximo ciclo da Fórmula 2, que começa no próximo ano. Na Fórmula 3, o monolugar introduzido em 2019 permanece até 2021 e é muito provável que se mantenha durante mais três anos, a partir de 2022.

O número de eventos também é algo que sofre mudanças, com as competições a irem a menos Grandes Prémios. Cada evento da Fórmula 2 e Fórmula 3 consiste em duas corridas por fim de semana, mas, a partir de 2021, serão três corridas por fim de semana, com a Fórmula 2 a passar a ter oito provas anuais. Na Fórmula 3, o calendário será composto por sete provas, mas com 21 corridas, o que aumenta a quilometragem anual.

Por fim, foi acordado com a FIA e a Fórmula 1 que estas competição já não correm em simultâneo, ou seja, em fins de semana de Fórmula 1 onde temos Fórmula 2 não teremos a Fórmula 3 e vice versa.