Toto Wolff e Lawrence Stroll estiveram ausentes da duas reuniões da Fórmula 1 em que se discutiram planos de ação tendo em conta a pandemia de coronavirus e o Daily Mail escreve que Toto Wolff e o dono da Racing Point, Lawrence Stroll podem estar em conversações para tomar conta da equipa oficial da Mercedes na F1 e renomeá-la Aston Martin.
Isso pode também ter repercussões no futuro de Lewis Hamilton, cujo contrato com a Mercedes termina no final de 2020.
Sabe-se também que Lawrence Stroll aumentou a sua percentagem de ações da Aston Martin, passando-as de 16.7 para 25 por cento.