A Red Bull e a Honda vão realizar uma reunião de emergência devido à fraca competitividade do Red Bull RB 16 neste início de época de F1. Esperava que, pelo menos, Max Verstappen pudesse estar a dar bastante mais luta na frente aos Mercedes, mas a realidade tem sido bem diferente, pois em termos de ritmo, a Red Bull é, para além das várias equipas ‘Ferrari’, a única que está pior comparativamente a 2019. Neste momento o RB16 perde 0,575 pontos percentuais de performance pelo que parece evidente que o RB16 Honda tem alguns problemas para resolver, mas a conclusão mais clara parece ser que a equipa não entende ainda o seu monolugar e, enquanto isso não acontecer, terá de se preocupar mais em conter a Racing Point que em atacar a Mercedes.
Na semana passada, o diretor da Red Bull, Christian Horner, admitiu que o RB16 estava a ter um desempenho abaixo do esperado, e embora lhe tenha atribuído “um comportamento aerodinâmico incorreto”, os engenheiros da Honda desconfiam que o desempenho do seu motor também está a ajudar à fraca competitividade da equipa. Por isso, está agendada uma reunião em Milton Keynes, ainda hoje.
“É importante agora que tanto a Red Bull como nós tenhamos algumas suspeitas e discutamos a solução em conjunto. Sem isso, terminaríamos a época sem conseguirmos apanhar a Mercedes. A fim de fazer o carro evoluir, decidimos discutir cuidadosamente as coisas”, explicou Masashi Yamamoto, Director Executivo da Honda F1, ao site japonês as-web.jp.