Especulação houve muita, mas a verdade é que Kimi Raikkonen e Antonio Giovinazzi foram hoje confirmados na Alfa Romeo para 2021. Para o finlandês esta será a 19ª temporada na Fórmula 1 em 2021. Ante da tercera corrida do ano em Itália, o Grande Prémio Emilia Romagna, em Imola a Alfa Romeo aproveitou a oportunidade para anunciar o seu alinhamento de pilotos, confirmando que o seu atual duo se manterá junto para uma terceira temporada.


2020 tem sido uma época complicada para a equipa, que atualmente ocupa apenas o oitavo lugar no campeonato de Construtores, tendo registado apenas cinco pontos. No entanto, isso parece não ter desanimado Raikkonen, detentor do recorde de Grandes Prémios na F1 de todos os tempos, ele que em Portugal fez uma ótima primeira volta ao ultrapassar 10 carros. Aos 41 anos vai continuar com a equipa com a qual fez a sua estreia em 2001 (quando ainda era Sauber), com a Alfa Romeo a revelar que fica muito felizes não só pela sua velocidade mas também pelo feedback técnico extremamente impressionante. Que apresenta: “A Alfa Romeo Racing é mais do que uma equipa para mim, é como uma segunda família”, disse Raikkonen. “A equipa continua a ter tantas das caras que estavam à minha volta quando fiz a minha estreia na Fórmula 1 em 2001, ainda aqui estão, e o ambiente único desta equipa é o que me dá aquela motivação extra para continuar no que será a minha 19ª temporada no desporto, no próximo ano. Eu não estaria aqui se não acreditasse no projeto da equipa e no que sentimos que podemos alcançar juntos. Esta é uma equipa que valoriza o trabalho árduo ao invés de apenas palavras, e isto enquadra-se bem no meu estilo: Estou ansioso pelo próximo ano e espero dar alguns passos em frente para nos juntarmos ao meio do pelotão com a equipa”.

O futuro do piloto Júnior da Ferrari, Antonio Giovinazzi era menos certo, mas tanto a Alfa Romeo como o seu parceiro técnico Ferrari decidiram que o italiano era o melhor para o trabalho na próxima época, quando o chassis será o mesmo deste ano, embora com mudanças aerodinâmicas: “A equipa depositou muita confiança em mim e eu tenho feito o meu melhor para retribuir esta confiança com muito trabalho e empenho”, disse Giovinazzi, que tem dois top-10 até agora esta temporada. “Conseguimos alguns bons resultados e sinto que fiz a minha parte para fazer progredir a equipa, mas o caminho ainda é longo e há muito mais que queremos alcançar juntos”.


Já o Diretor da equipa, Fred Vasseur, acrescentou: “Estou muito satisfeito pelo facto da equipa continuar a trabalhar com Kimi e o Antonio mais uma época. Kimi é um piloto que não precisa de apresentações: o seu talento tem sido claro para todos desde 2001 e ainda vejo nele a paixão e motivação de cada vez que o vejo no trabalho. É de confiança para entregar 100% do que o carro pode produzir e é um verdadeiro líder para as pessoas que trabalham à sua volta. Antonio terminou fortemente a campanha do ano passado e retomou onde parou e continuou a melhorar ao longo deste ano de 2020. Desde a pista até aos briefings de engenharia, Antonio tem desempenhado um papel crucial para a nossa equipa e merece totalmente um novo contrato para 2021. A sua ética de trabalho, compromisso com a equipa e entusiasmo contagioso são um enorme trunfo para a Alfa Romeo Racing”.

Com estas notícias da Alfa Romeo, existem agora apenas quatro equipas: Mercedes, Red Bull, AlphaTauri e Williams, que ainda não confirmaram formalmente o alinhamento completo de pilotos para 2021.