A Mercedes revelou que irá oferecer a Romain Grosjean um teste privado de F1 se uma das suas antigas equipas não o fizer.

Na sequência do acidente do francês no Bahrein, os médicos não lhe deram autorização para competir em Abu Dhabi, o que significa que Grosjean terminou a sua carreira na Fórmula 1 a lutar pela vida e a fugir de um carro em chamas. Em declarações posteriores, revelou que se não fosse possível correr na última prova, talvez pudesse fazer 10 ou 15 voltas para se ‘despedir’ da F1, para que os seus últimos momentos como piloto de F1 não fossem o terrível acidente que sofreu.

Nada se ouviu da Haas, mas a Mercedes já se chegou à frente e oferece a Romain Grosjean um teste privado se o francês não puder fazê-lo com outra equipa de Fórmula 1: “Terei outras oportunidades no futuro. Continuo a ter super licença em 2021 e como sabemos ninguém está a salvo da Covid-19. Ou então, ligarei a cada uma das equipas de Fórmula 1 e verei se alguém me oferece um teste privado, para ter 10 ou 15 voltas para mim”. Quando perguntaram a Toto Wolff se daria a Grosjean um teste num dos seus carros: “Se nos fosse permitido fazer isso e mais ninguém no universo de equipas em que ele correu lhe desse a oportunidade, nós faremos isso”.