Mike Di Meglio, Josh Hook e Yuki Takahashi, pilotos da Honda FCC TSR, revelaram planos para 2021

“Quando a Honda introduz uma moto nova, nunca é para andar devagar !” Josh Hook

Por ocasião da apresentação das atividades desportivas do HRC para 2021, o gabinete de imprensa da HRC organizou um encontro via Zoom reservado à imprensa especializada com a presença dos pilotos oficiais da Equipa HRC Superbike e da Honda France FCC TSR do Mundial de Endurance.

Uma oportunidade para saber as impressões de Josh Hook, Mike Di Meglio e do novo recruta Yuki Takahashi para 2021, após a estreia triunfante da nova CBR 1000RR-R nas 24 Horas de Le Mans no passado mês de Agosto.

À primeira tentativa, a nova Fireblade com as cores da Honda France venceu as 24 Horas de Le Mans.

“Testámos a moto apenas durante um pequeno teste em Le Mans em Março passado, por isso não esperávamos esta competitividade no fim-de-semana das 24 horas”, recorda Mike Di Meglio, que está a aproximar-se da sua terceira temporada com a FCC TSR.

“Não sabíamos o que esperar, mas na realidade a moto era extremamente competitiva. Para nós, foi uma vitória… É inacreditável! Temos de agradecer ao Yuki Takahashi que realizou testes no Japão durante o nosso período de contenção, por isso agora estamos confiantes e a pensar em 2021. Temos de fazer muitos testes para nos confirmarmos a este nível e lutarmos pelo título mundial.”

Josh Hook, com a FCC TSR Honda desde 2015 nas 8 Horas de Suzuka e All Japan Superbike, tornando-se depois campeão do mundo de 2017/2018, concorda. “Nos últimos 5 anos, fiz parte desta equipa que agora representa uma família para mim. A nova CBR? Só posso dizer fantástico! Ganhámos na nossa estreia em Le Mans e ficámos no pódio nas 12 horas do Estoril. Para o próximo ano, estamos a começar entre as equipas favoritas, e nos últimos três anos terminamos sempre no top 3 do campeonato. Com certeza, a CBR RR-R está a sair-se bem, como evidenciado pelo facto de, em todos os campeonatos, ter provado ser uma moto competitiva. Quando a Honda introduz uma moto nova, nunca é para andar devagar, isso é garantido…”

Yuki Takahashi vem substituir Freddy Foray, que não fica para a temporada de 2021, aparentemente devido a não se ter adaptado aos pneus Bridgestone.

A vontade de Masakazu Fujii, gestor da equipa da Honda, era regressar com um piloto japonês. Depois de várias candidaturas, a escolha recaiu em Yuki Takahashi, campeão do Japão All Japan ST1000 com a nova Honda CBR 1000RR-R da equipa Japan Post Honda Dream com o apoio da TSR.

“O meu sonho sempre foi ser campeão do mundo”, recorda o antigo protagonista do Campeonato do Mundo de 250cc. “Tentei o MotoGP, mas foi difícil. Fiz corridas de Superbike e, mesmo nestas circunstâncias, não foi fácil. Por isso, nos últimos anos, voltei à competição no Japão, e ganhei vários campeonatos, mas sempre tive este sonho na cabeça. Há meses, Fujii-San disse-me: “Ainda tens a oportunidade de te tornares campeão do mundo ao correr para a minha equipa.” Eu disse “Uau!, não podia acreditar! »

Enquanto Yuki Takahashi trabalhará a nível físico, a Technical Sports Racing já está a trabalhar para aperfeiçoar o desenvolvimento da CBR 1000RR-R na configuração de endurance.

“Sei que estão a trabalhar ao máximo no Japão para encontrar novas soluções”, diz Di Meglio. “Na minha opinião, a principal área de intervenção é a eletrónica. Desde o primeiro contacto, em Março, nas 24 Horas de Le Mans, houve muitos progressos, mas estou convencido de que ainda há espaço.”

Para Josh Hook, há outras prioridades:

“Equilíbrio, acima de tudo. Até agora, foram dados grandes passos, mas teremos de tentar encontrar um melhor compromisso para tirar o máximo partido dos Bridgestone. Em breve, a equipa vai testar vários novos produtos da Showa no Japão e, estou certo, isso vai ajudar-nos em 2021. »

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.