Na última semana, a Fórmula 1, as 10 equipas de F1 e a FIA juntaram-se e tomaram medidas rápidas e decisivas como parte da nossa resposta inicial à pandemia da COVID-19. Embora neste momento ninguém possa ter a certeza de quando é que a situação vai melhorar, vai melhorar e quando melhorar, estaremos prontos para voltar a correr. Estamos todos empenhados em trazer aos nossos adeptos uma época de competição de 2020.

Reconhecemos que existe um potencial significativo para novos adiamentos nos eventos atualmente programados, no entanto nós e os nossos parceiros esperamos convictamente que a época comece em algum momento neste verão, com um calendário revisto de 15-18 corridas.

Como anunciado anteriormente, utilizaremos o facto da pausa de verão ter sido antecipada para março/abril, para correr durante o período normal das férias de verão, e prevemos avançar a data de fim de época para além da nossa data original de 27-29 de novembro, com a sequência real e datas programadas para as corridas a diferirem significativamente do nosso calendário original de 2020.

Não é possível fornecer agora um calendário mais específico devido à fluidez da situação atual, mas esperamos ter uma visão mais clara da situação em cada um dos nossos países anfitriões, bem como das questões relacionadas com as viagens a estes países, no próximo mês.

Com o benefício do anúncio e acordo de princípio da FIA para congelar os regulamentos técnicos ao longo de 2021, sem pausas de verão e com a paragem das fábricas a avançar para março/abril, a F1 pretende agora decorrer pelo período normalmente reservado para as pausas de verão e cumprir os eventos perdidos desde a primeira parte deste ano.
Esta flexibilidade oferece uma oportunidade para fazer evoluir o desporto, experimentar coisas novas. Isso pode incluir iniciativas como expandir nossa plataforma desportiva, desenvolver conteúdo mais inovador como o Netflix Drive to Survive e outras formas criativas de gerar valor contínuo para os parceiros patrocinadores do desporto, parceiros de transmissão, promotores de corridas, equipas e adeptos – o ecossistema do nosso fantástico desporto.

Entre a Fórmula 1, as equipas e a FIA, trabalhando com as nossas principais partes interessadas, estamos a planear e totalmente empenhados em regressar à pista na primeira oportunidade para iniciar a temporada 2020 e continuaremos a receber conselhos de oficiais de saúde e especialistas, uma vez que a nossa primeira prioridade continua a ser a segurança e saúde dos nossos adeptos, das comunidades que visitamos e daqueles que fazem parte da família da Fórmula 1.

Estamos confiantes de que todos vamos superar isso e ver dias melhores pela frente e, quando o fizermos, vamos garantir que todos os que investiram neste desporto em todos os níveis se sintam recompensados.