David Richards alerta a Liberty Media que as equipas mais pequenas podem ter muitas dificuldades e acabar por sair da F1 na sequência desta crise que hoje em dia se vive decorrente do coronavírus, e que vai redundar num provável colapso económico: “Muita coisa dependerá da forma como a Fórmula 1 se portar ao longo de todo este processo.
A Liberty Media não pode se dar ao luxo de perder equipas, porque isso seria um desastre para a disciplina. Bernie (Ecclestone) sempre garantiu que, quando houvesse tempos difíceis as equipas mais pequenas seria cuidadas e espero que a Liberty tenha bom senso e faça o mesmo. Há certamente empresas no desporto automóvel que não têm os recursos para passar pelo que se espera ser este período. Vai ser um verdadeiro desafio”, disse David Richards à Press Association.