Dakar – Paulo Gonçalves: “A Honda trabalhou muito para melhorar a moto”

Equipa nipónica apresentada no EICMA

Durante o EICMA, que está a decorrer como sempre na cidade de Milão, a Honda Racing Corporation revelou a constituição da sua equipa para a próxima edição do Dakar, a maior prova de todo-o-terreno do mundo e que celebra no início do ano a sua 41ª edição.

A Honda vai a jogo a com cinco pilotos de luxo que tentarão finalmente colocar um ponto final no domínio da rival KTM. Paulo Gonçalves, Joan Barreda Bort, Kevin Benavides, Ricky Brabec e José Ignacio Cornejo são os nomes que vão à luta.

Como portugueses o nosso foco estará naturalmente em Paulo Gonçalves, piloto que tem feito uma preparação de grande nível para o Dakar de 2019, pois já venceu este ano  o Desafío Ruta 40 bem como o Desafío Inca.

“Trabalhámos muito durante o ano para melhorar alguns aspectos para o Dakar. Aspectos esses nomeadamente relacionados com a fiabilidade. Estamos muito satisfeitos com o resultado obtido. Para além disso a nossa moto também recebeu melhorias na suspensão e motor, o que melhorou a nossa performance. Existiram igualmente avanços em outros pequenos que nos permitem ter uma maior segurança, conforto e ser mais veloz. A Honda trabalhou muito para disponibilizar uma moto capaz de discutir a vitória no Dakar”, explicou Paulo Gonçalves que em 2018 falhou a prova devido a lesão.

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.