No dia em que faz um ano sobre a morte de Paulo Gonçalves, os portugueses em prova superaram o desafio e honraram mais uma vez a memória do “Speedy”.

A etapa 9 do Dakar teve uma extensão de 465 km em formato “loop”, ou seja, a começar e a terminar na cidade costeira de Neom.

Num dia emocionalmente muito difícil, Joaquim Rodrigues tirou partido de ter arrancado da 26.ª posição para ganhar logo bastante tempo nos km’s iniciais. À passagem pelo quinto dos 12 waypoints, o piloto da Hero já era 5.º!

“J-Rod” rodou no Top 10 até ao km 320 mas perdeu alguns minutos na fase final da etapa e acabaria por ser ultrapassado por Sam Sunderland. O minhoto fechou o dia na 11.ª posição a 31m48s do vencedor da tirada, Kevin Benavides.

Sebastian Bühler
(Foto: Hero Motosports)

10.º na etapa anterior, Sebastian Bühler esteve próximo de repetir a proeza hoje. O luso-alemão fez mais de 120 km na 12.ª posição mas teve de reduzir o ritmo na parte final e concluiu a tirada com o 23.º melhor tempo.

Rui Gonçalves
(Foto: RallyZone)

Vítima de uma enorme queda na etapa de segunda-feira, Rui Gonçalves fez o máximo para aguentar as dores. No entanto, o piloto da Sherco voltou a estar azarado pois teve problemas ao km 121, descendo para o 60.° lugar.

A partir daí, o transmontano concentrou-se em recuperar o máximo possível, e km após km, foi subindo na classificação. RG fechou o dia no 35.º posto.

Quando faltam apenas três dias para terminar o Dakar 2021, Joaquim Rodrigues subiu ao 12.º posto na classificação geral, enquanto Sebastian Bühler é o 16.º. Rui Gonçalves também ascendeu e é agora o 22.º.

Classificação da etapa 9

:.

(Foto: Hero Motosports)