Dakar, Etapa 3, Ricardo Porém: “Não tínhamos macaco e tivemos de trocar a roda à mão”

45 minutos para trocar uma roda...

Depois de na segunda etapa quase ter surpreendido toda a concorrência, Ricardo Porém optou no terceiro dia de prova por uma toada mais conservadora, acabando por perder alguns lugares na classificação. Na primeira parte da etapa Maratona, Ricardo Porém subiu na classificação mesmo com alguns percalços pelo caminho, perfeitamente naturais numa prova destas, pois não há quem não os tenha.

Aproveitando cada momento desta odisseia, o piloto de Leiria continua a sua aprendizagem e evolução aos comandos no Can-Am Maverick X3 da South Racing. Na etapa que ligava Arequipa a Tacna e que contou com 664km, sendo destes 405km cronometrados, Ricardo Porém fez o seu trabalho, mas um furo obrigou-o a perder mais tempo do que o previsto

“Hoje a etapa não correu como queríamos. Estava tudo a correr bem e rolávamos num ritmo confortável apesar do muito fesh fesh, mas acabámos por perder algum tempo por causa de um furo. Inexplicavelmente não tínhamos macaco e tivemos de trocar a roda ‘à mão’, perdendo 45 minutos. Hoje não há assistência pelo que ainda tenho muito trabalho pela frente quando chegar ao Bivouac”, explicou o piloto.

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Motores, Atualidade, Entretenimento, Lifestyle, Tecnologia e Desporto.

Subscreva para receber no seu email, a dose diária recomendada de informação, sem contraindicações.