O Dakar 2021 foi hoje apresentado, tendo-se ficado a conhecer resumidamente o percurso da 43ª edição da prova que se inicia a 3 de janeiro e termina a 15 de janeiro no mesmo local, Jeaddah, na Arábia Saudita. Serão mais de 7.500 km e 12 dias de aventura. Nas pistas vamos mais uma vez ver as motos, autos, entre eles os ‘buggy’, camiões Quads e Side-by-Side ou SSV, se preferir. A caravana vai até à capital, Riad, e regressa a Jeddah.

De acordo com David Castera, Diretor da Prova, vai haver muito mais zonas de resistência do que percursos que dão primazia à potência dos motores. A endurance a sobressair-se face à velocidade, que se espera ser bem menor este ano, especialmente entre as motos.

O prólogo em Jeddah será uma novidade em 2021, e vai determinar a ordem de partida dos concorrentes e segundo Castera a “11ª e penúltima etapa será “extremamente difícil, talvez a mais difícil, com 500 Km ao cronómetro, incluindo 100 quilómetros de dunas onde tudo será possível”, disse. Entre os participantes, Sébastien Loeb está de regresso, com um protótipo da Prodrive, o BRX, e terá a seu lado na equipa o espanhol Nani Roma.