O CEV Repsol começa este fim-de-semana no Estoril, (ou na verdade, a seguir ao fim-de-semana, segunda e terça feira!), um pouco mais tarde do que o previsto, pois a primeira prova tinha estado marcada para Abril.

Porém, há pelo menos uma boa noticia, que reflete o prestígio internacional de que ainda goza o Motor Clube do Estoril, que há uns anos era uma verdadeira entidade formadora de comissários, viajando com um grupo considerável de “laranjinhas” de armas e bagagens, para assegurar as normas e padrões internacionais de comissariado em pista e, ao mesmo tempo, formar equipas locais em países tão variados como a China, Turquia ou Qatar.

Os “Laranjinhas” na China, (Lima é o 4º em cima à esquerda) com um qualquer piloto de MotoGP a fazer de “penetra” – foto MCE

De facto, António Lima foi nomeado pela Dorna, organizadora das séries,  Diretor de Prova para todo o Campeonato, e assim, o “Nacional” mais prestigiado e competitivo do Mundo vai contar com um português à cabeça, não só nas duas provas em solo nacional que o iniciam este ano, mas em todas as restantes provas do Campeonato.

A propósito, António Lima disse:

“A prova do Estoril, ironicamente, acaba por ser a única realizada na data projetada originalmente, o que por um lado, simplificou as coisas, mas por outro, exigiu muito trabalho da nossa parte.”

“Nos últimos dias, temos recebido muitos telefonemas e tido que assegurar a muitos viajantes do estrangeiro que Portugal está bem, que com as devidas precauções, que não deixarão de ser rigidamente implementadas, estarão em segurança no Estoril.”

“A proibição de espetadores nas bancadas vai continuar porque não há alteração das determinações superiores a esse respeito por agora!”